Futebol

XV tem ‘caminho livre’ para registrar Gilsinho

Diretor do Barretos, no entanto, tenta impedir meia de atuar no Nhô Quim

Gilsinho, meia do XV de Piracicaba
Gilsinho defendeu o XV em 2014 e deve atuar no clube nesta temporada (Foto: Michel Lambstein/Divulgação)

O ‘caso Gilsinho’ está perto do fim e deve acabar com final feliz para o XV de Piracicaba. Pelo menos é esta a expectativa nos bastidores do clube. O meia tinha um pré-contrato assinado há um mês com o Barretos para jogar a Série A2. Porém, o time barretense não registrou o acordo com o jogador na CBF (Confederação Brasileira de Futebol) – o prazo terminou às 19h desta quinta-feira (21). Com o ‘caminho livre’, o Nhô Quim aguarda apenas o sinal verde no sistema da CBF para encaminhar a documentação do jogador e, assim, registrá-lo também na FPF (Federação Paulista de Futebol).

Diretor do Barretos, Milton Silva ameaça impedir o jogador de atuar pelo XV

O gerente de futebol do XV, Marlon Ferreira, garantiu que procurou a diretoria do Barretos na semana passada para tentar a liberação amigável do jogador. De acordo com o próprio dirigente, não houve resposta. LÍDER apurou que o clube piracicabano cogitou propor, com o consentimento de Gilsinho, o pagamento de uma multa ao Barretos para ficar com o meia – o valor, em torno de R$ 10 mil, seria posteriormente descontado dos salários do meia.

Contudo, a versão dada pelo Barretos é diferente. LÍDER entrou em contato com o diretor de futebol do Touro do Vale, Milton Aparecido da Silva, que não poupou o jogador. “O Gilsinho veio aqui, treinou, depois começou esse papo de não querer ficar mais. Estamos chateados com ele. Adiantamos R$ 5 mil e ele sumiu, deve estar treinando aí (em Piracicaba), não está?”, afirmou o cartola – a reportagem apurou que o adiantamento já foi devolvido por Gilsinho ao time barretense.

AMEAÇA

Perguntado se o Barretos ainda tinha interesse em contar com o jogador, Milton disparou contra o meia. “Não somos trouxas. Ele não vai jogar nem aqui, nem no XV. Um clube com a grandeza do XV precisa respeitar compromissos. Há um pré-contrato e ele está preso ao Barretos”, disse. A ‘ameaça’, entretanto, não trouxe preocupação ao Barão da Serra Negra – o Nhô Quim se remete ao fato de que o Barretos não registrou o contrato do meia e, portanto, aguarda a liberação do sistema da CBF para oficializar a contratação do jogador.

Ainda que o time piracicabano consiga resolver a situação do meia, Gilsinho não vai enfrentar o Corinthians, dia 31, em São Paulo – as inscrições para a primeira rodada do Paulistão terminam nesta sexta-feira (22). Além dele, o atacante Rivaldinho também está fora da estreia. Os outros 26 atletas do elenco dirigido pelo técnico Claudinho Batista estão liberados para a primeira rodada.

Início