Futebol

XV recua e permite empate em Taubaté

Jobinho fez o único gol do Alvinegro; time oscila se afasta do G-4

Evaristo Piza, treinador do XV de Piracicaba
O técnico Evaristo Piza segue sem encontrar a fórmula para o XV jogar bem (Foto: Claudinho Coradini/JP)

O XV de Piracicaba empatou por 1×1 com o Taubaté neste sábado (10), pela sexta rodada do Campeonato Paulista da Série A2. Jogando no estádio Joaquim de Moraes Filho, o Alvinegro saiu na frente com o atacante Jobinho, ainda no primeiro tempo, mas recuou e cedeu o empate aos 45min da etapa final. Invicto fora de casa na competição, mas ainda sem mostrar futebol convincente, o XV chegou provisoriamente ao nono lugar na classificação geral, com oito pontos. Na próxima quarta-feira (14), o Nhô Quim enfrenta o Guarani, às 20h, no Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas.

Desfalcado de Fabinho, que está lesionado, o técnico Evaristo Piza apostou na manutenção do sistema com três atacantes e escalou Jobinho ao lado de Maikon Aquino e Everton. No meio de campo, o treinador decidiu pela continuidade de Bruno Formigoni, Fraga e Léo Carvalho, enquanto Guly, voltando de suspensão, começou a partida no banco de reservas. A defesa que iniciou o jogo também foi a mesma, porém, aos 5min, Piza foi obrigado a mexer: Vinicius Simon sentiu uma fisgada na coxa e teve de ser substituído por Marcondes.

O XV volta a campo na próxima quarta-feira, quando enfrenta o Guarani no Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas

O campo molhado pela chuva que caiu em Taubaté deixou o duelo amarrado. Na etapa inicial, o Burro da Central controlou a bola, mas teve dificuldades para chegar com perigo ao gol de Samuel Pires. A primeira chance do Taubaté surgiu aos 25min e foi originada após erro de Maikon Aquino na saída de bola. Natan aproveitou a bobeira e cruzou na cabeça de Flávio Carioca, que acertou a trave. Fechado, o Alvinegro defendia e não tinha organização para contra-atacar.

O cenário do jogo não era o ideal, mas o XV soube explorar uma falha do lateral-direito Jean para abrir o placar. Aos 34min, Everton aproveitou a ‘pixotada’ do adversário e, em vez de finalizar, rolou para Jobinho completar para o gol: 1×0. O tento abalou o Taubaté, que sentiu o golpe nos minutos finais do primeiro tempo. Aos 44min, Léo Carvalho cobrou falta pela esquerda e Maikon Aquino subiu sozinho para cabecear, mas a bola bateu na trave direita de Fábio e não entrou.

MUDANÇA

O segundo tempo começou mais acelerado que o primeiro. Em desvantagem, o Burro da Central quase empatou aos 7min. Após cruzamento pela esquerda, Gustavinho desviou de cabeça com perigo e Samuel Pires apenas observou a bola sair pela linha de fundo. Aos 32min, o goleiro salvou o time piracicabano: Raniele cabeceou no contrapé do camisa 1, que esticou-se como pôde para fazer a defesa. A segunda mudança de Piza foi no meio de campo: Léo Carvalho saiu para a entrada do estreante Norton, recém-contratado do Villa Nova-MG.

A última mexida foi para segurar o resultado, com o volante Jonathan Costa no lugar do atacante Maikon Aquino. Abdicando do ataque, o XV aceitou a pressão e viu como o adversário chegou ao empate aos 45min: Oziel errou o tempo da bola e Natan ganhou suas costas. Na saída de Samuel Pires, o meia bateu para igualar o placar em 1×1. “Jogamos a vitória fora, infelizmente. Agora é levantar a cabeça, trabalhar e tentar os três pontos em Campinas contra o Guarani”, disse o goleiro Samuel Pires.

FICHA TÉCNICA

Esporte Clube Taubaté

1  TAUBATÉ

Fábio; Jean, Diogo Borges, Raniele e Bruno Ré (Paulo Vitor); Elivelton, Willian Favoni (Kleiton Domingues), Natan e Francisco Alex; Wellington Melo (Gustavinho) e Flávio Carioca. Técnico: Marcelo Martelotte

Esporte Clube XV de Piracicaba

1   XV DE PIRACICABA

Samuel Pires; Oziel, Vinicius Simon (Marcondes), Jean Pablo e Pedrinho; Bruno Formigoni, Fraga e Léo Carvalho (Norton); Jobinho, Maikon Aquino (Jonathan Costa) e Everton. Técnico: Evaristo Piza

Gols: Jobinho (XV) aos 34min/1ºT; Natan (TAU) aos 45min/2ºT | Árbitro: Adriano de Assis Miranda | Cartões amarelos: Elivelton e Flávio Carioca (TAU); Jobinho, Oziel e Samuel Pires (XV) | Público: 1.201 pagantes | Renda: R$ 23.711,26

Início