Futebol

XV perde pênalti aos 51′ e empata em casa

Resultado ante o Bragantino mantém time invicto e na liderança do grupo

Copa Paulista - XV de Piracicaba 1x1 Bragantino
Apesar do sabor amargo pelo empate, o XV ainda é líder do Grupo 3 (Foto: Mauricio Bento/Líder Esportes)

No duelo entre líder e vice-líder do Grupo 3 da Copa Paulista, XV de Piracicaba e Bragantino empataram na noite desta sexta-feira (26) pelo placar de 1×1. Os dois gols saíram no segundo tempo. Lourenço colocou os visitantes em vantagem e Zé Mateus deixou tudo igual. Romarinho, artilheiro da equipe, ainda desperdiçou um pênalti aos 51min da etapa complementar. Com o resultado, o Nhô Quim chegou aos 18 pontos ganhos e manteve a primeira colocação isolada, três pontos à frente do Massa Bruta, que disputou uma partida a mais. O time piracicabano volta a entrar em campo na próxima sexta-feira (2), novamente em casa, contra o Ituano.

O atacante Romarinho desperdiçou a chance da virada aos 51 minutos do segundo tempo: pênalti perdido

XV de Piracicaba e Bragantino deixaram claras as posturas que adotariam ao longo da partida nos primeiros 15 minutos de jogo. O XV, com Celsinho se deslocando pelas duas beiradas, tinha a iniciativa, embora faltasse criatividade; o Massa Bruta, apesar do desenho tático ofensivo, escolheu a catimba como estratégia e esperava o erro adversário. Ao XV, faltava paciência para trocar passes e furar o bloqueio montado pelo Bragantino. A equipe arriscava lançamentos longos sem sucesso. Chance de gol na primeira etapa houve apenas uma e foi criada pelos visitantes. O meia-atacante Loureço bateu falta e encontrou a cabeça de Adenilson, que concluiu com perigo para fora.

O segundo tempo não poderia ser desagradável como o primeiro. Cléber Gaúcho não gostou do que viu e voltou do intervalo com duas substituições – Bruninho entrou no lugar de Celsinho; o meia Gilsinho, recuperado após longo tempo lesionado, ocupou a vaga do volante Maranhão. O cenário ruim ficou pior aos 17min. Vitor arrancou pelo lado direito e não foi incomodado ao rolar para trás, onde Lourenço corria livre de marcação. O camisa 11 acertou belo chute na gaveta e abriu o placar para o Bragantino: 1×0.

O gol mudou a história do jogo, que ficou mais dinâmico. O XV forçava as jogadas pelo miolo de zaga adversário e arrumou uma falta aos 25min. Na cobrança, Zé Mateus colocou a bola no ângulo direito de Rafael Pascoal, que voou apenas para sair na foto: 1×1. Restando 15 minutos para o apito final, Cléber Gaúcho mexeu pela terceira vez e colocou o atacante Rafael Gomes no lugar do meia Barreto. O recado do treinador foi claro: o empate não interessava.

PÊNALTI

O Bragantino levava perigo nos contra-ataques, mas estava claramente satisfeito com a igualdade. No último minuto dos acréscimos, porém, o Nhô Quim teve a chance para desempatar. O árbitro José Guilherme Almeida e Souza viu toque de mão do zagueiro Marcel na grande área e marcou o pênalti, bastante contestado pelos jogadores do Massa Bruta. Aos 51min, o atacante Romarinho, artilheiro do XV na Copa Paulista com quatro gols, pegou a bola e bateu com força, mas o goleiro Rafael Pascoal frustrou a expectativa dos 2.000 torcedores presentes ao estádio municipal.

FICHA TÉCNICA

Esporte Clube XV de Piracicaba

1  XV DE PIRACICABA

Mateus Pasinato; Zé Mateus, Lucas Cunha, Doni e Samuel; Maranhão (Gilsinho), Clayton e Barreto (Rafael Gomes); Celsinho (Bruninho), Romarinho e Rodolfo. Técnico: Cléber Gaúcho

1  BRAGANTINO

Rafael Pascoal; Robinho, Juliano e Marcel; Adenílson, Biro, Eliel e Jonathan; Vitor (Gustavo Barbosa), Anderson Ligeiro (Henrique Coelho) e Lourenço (Bruno). Técnico: Alberto Félix

Gols: Lourenço (BRA) aos 17min e Zé Mateus (XV) aos 25min/2ºT| Árbitro: José Guilherme Almeida e Souza | Cartões amarelos: Samuel (XV); Marcel, Robinho, Vitor e Jonathan  (BRA) | Público:  2.051 pagantes| Renda: R$ 14.925,00

Início