Futebol

XV perde e revive drama de luta contra degola

Time piracicabano é derrotado pelo Rio Claro em casa e se afasta da Série D

XV de Piracicaba 1x2 Rio Claro
Contra o Rio Claro, o XV de Piracicaba conheceu sua segunda derrota no Paulistão (Foto: Paulo Santos/Divulgação)

A briga do XV de Piracicaba no Campeonato Paulista parece que mais uma vez será contra o rebaixamento. O Nhô Quim perdeu nesta quarta-feira (17) para o Rio Claro por 2×1, em pleno estádio Barão da Serra Negra, em duelo adiado da segunda rodada por conta da morte do lateral-direito Canavarros. A equipe visitante saiu na frente com gols de Jean Patrick e Léo Costa, ambos em falhas individuais. Rivaldinho descontou na segunda etapa, mas não foi suficiente. O XV é o quarto colocado no Grupo C, com apenas dois pontos. Na classificação geral, o Nhô Quim ocupa a 17ª posição, na zona de rebaixamento.

Rivaldinho marcou enfim o primeiro gol do Nhô Quim no Campeonato Paulista desta temporada

Claudinho Batista mexeu no time, mas não no esquema tático. Com Fabinho aberto pela esquerda, Gerson Magrão centralizado e Henrique Santos pela direita, o time piracicabano começou o jogo outra vez no 4-2-3-1. O ex-jogador do Guarani, inclusive, participou das duas primeiras jogadas de ataque do Nhô Quim. Antes do relógio marcar um minuto, Fabinho recebeu passe de Rodrigo Silva e finalizou de pé canhoto para fora. Na sequência, o atacante deixou dois marcadores para trás e deixou Gerson Magrão em boas condições de concluir, mas o goleiro Lucas Frigeri fez ótima defesa.

O Rio Claro, do estreante técnico Sérgio Guedes, teve um imprevisto aos 12min. O camisa 10 Chico deixou o gramado com dores na coxa esquerda para a entrada de Thiago Cristian. A substituição, entretanto, não alterou a postura da equipe visitante, que jogou no erro do XV e conseguiu explorar a fragilidade do lateral-esquerdo Julinho para abrir o placar. Foram três chegadas e dois gols em oito minutos.

Na primeira, Bruno Brígido evitou o gol ao interceptar um cruzamento de Lucas Xavier, que tinha como endereço os pés de Romarinho. Na origem do lance, Julinho perdeu a bola de forma infantil. Aos 19min, o goleiro não pôde fazer nada. Julinho errou a saída de bola mais uma vez e Lucas Xavier fez o passe rápido para Léo Costa, que deixou Jean Patrick na cara de gole: 1×0. Cinco minutos depois, Gerson Magrão foi quem perdeu a bola. De novo, Lucas Xavier serviu Léo Costa, mas desta vez ele próprio conclui para ampliar a vantagem: 2×0.

O resultado permaneceu até o intervalo, quando Claudinho fez duas trocas; Julinho e Rodrigo Silva deixaram o gramado para as entradas de Diney e Rivaldinho, respectivamente. Com isso, Henrique Santos foi deslocado para a lateral direita e Daniel Damião inverteu o lado. O técnico queimou a terceira mudança aos 14min e pôs Gilsinho em campo – Gerson Magrão, vaiado, foi quem saiu. Já o Rio Claro aceitou a pressão do XV e pagou pela falta de interesse.

DESORGANIZAÇÃO

Mesmo desorganizado, o time piracicabano encontrou o gol com Rivaldinho. Fabinho (sempre ele) fez outra jogada pela esquerda e cruzou na medida para o camisa 19, que completou de cabeça no canto esquerdo de Lucas Frigeri para diminuir o prejuízo aos 21min: 2×1. O empate quase veio cinco minutos mais tarde em jogada tramada por outras duas peças que estavam no banco de reservas. Gilsinho achou Diney livre na entrada da área e o atacante bateu rasteiro, mas o goleiro do Rio Claro fez outra grande defesa.

Os dez minutos finais foram abertos e a equipe visitante esteve muito próxima de matar o jogo em duas ocasiões. Aos 35min, Lucas Xavier puxou o contra-ataque e colocou Joãozinho sozinho, de frente para Bruno Brígido. O atacante do Rio Claro, porém, caprichou tanto que errou o alvo. Na sequência, foi o zagueiro João Gabriel que assustou o camisa 1 do Nhô Quim em cabeceio que tirou tinta do poste direito. Do lado do XV, sobrou correria, mas faltou competência para evitar a segunda derrota na competição.

 

FICHA TÉCNICA

XV DE PIRACICABA

1   XV DE PIRACICABA

Bruno Brígido; Daniel Damião, Fábio Sanches, Heitor e Julinho (Diney); Léo Salino e Magal; Henrique Santos, Gerson Magrão (Gilsinho) e Fabinho; Rodrigo Silva (Rivaldinho). Técnico: Claudinho Batista

2   RIO CLARO

Lucas Frigeri; Luis Felipe, Alex Silva, João Gabriel e Felipe Saturnino; Maurício, Jean Patrick, Chico (Thiago Cristian) e Léo Costa (Fabrício); Lucas Xavier e Romarinho (Joãozinho). Técnico: Sérgio Guedes

Gols: Jean Patrick (RCL) aos 19min, Léo Costa (RCL) aos 24min/1ºT; Rivaldinho (XV) aos 21min/2ºT | Árbitro: Leonardo Ferreira Lima | Cartões amarelos: Léo Salino (XV); Lucas Frigeri, Maurício e Felipe Saturnino (RCL) | Público: 4.290 presentes | Renda: R$ 48.200,00

Início