Futebol

XV joga para mudar retrospecto contra ‘grandes’

Desde 2012, time só venceu um jogo; Nhô Quim recebe o Palmeiras em casa

Palmeiras 1x0 XV de Piracicaba (Tony)
Na última temporada, o Palmeiras venceu o Nhô Quim por 1x0 na Capital (Foto: Divulgação)

Desde que voltou à elite do Paulistão, em 2012, o XV de Piracicaba enfrentou 16 vezes os quatro times considerados ‘grandes’ do Estado. A única vitória aconteceu dia 13 de abril de 2013, no Morumbi: 1×0 sobre o São Paulo, gol do zagueiro Luiz Eduardo, que hoje, curiosamente, veste a camisa do time tricolor. Em casa, o balanço do Nhô Quim é desfavorável – foram sete partidas, com quatro empates e três derrotas. A expectativa dos torcedores alvinegros é que o retrospecto comece a mudar contra o Palmeiras, às 21h30 desta quinta-feira (25), no Barão da Serra Negra, em jogo válido pela sexta rodada do Campeonato Paulista.

Desde 2012, o XV enfrentou os quatro grandes 16 vezes; o saldo é de uma vitória, quatro empates e 11 derrotas

O primeiro jogo ‘grande’ do Nhô Quim após o acesso para a Série A1 foi logo na estreia, em 2012, contra o Santos em Piracicaba. Alan Kardec abriu o placar para a equipe da Vila Belmiro, mas André Cunha deixou tudo igual nos acréscimos do segundo tempo. Ainda naquele ano, o XV foi derrotado três vezes pelo trio de ferro da Capital, sempre com placares apertados – Palmeiras 3×2 XV, XV 0x1 São Paulo e Corinthians 1×0 XV. O melhor desempenho do time piracicabano aconteceu em 2013, quando arrancou cinco pontos: vitória sobre o São Paulo, empates contra Corinthians e Palmeiras, derrota para o Santos.

Já com o atual regulamento, o Nhô Quim não enfrentou o Timão em 2014 – ambos caíram no mesmo grupo e só poderiam se encontrar nas quartas de final. O saldo foi o pior possível: derrotas para Peixe, Tricolor e Verdão. No ano passado, o time piracicabano chegou à segunda fase com um empate por 2×2 contra o Corinthians em casa, mas foi eliminado pelo Santos, no litoral, em tarde infeliz do lateral-esquerdo Fabiano. Antes, o XV havia sido superado por São Paulo e Palmeiras na condição de visitante. Finalmente, em 2016, o Nhô Quim perdeu em Itaquera na abertura do Paulistão.

CONTRASTE

XV de Piracicaba e Palmeiras estão separados por apenas um ponto na classificação geral. O time alviverde lidera o Grupo B, mas não vence há cinco jogos – quatro pelo Paulistão e um pela Libertadores. O técnico Marcelo Oliveira, inclusive, balança no cargo. “Precisamos desabrochar de vez. Fazer o primeiro gol, provocar a saída do adversário. Está faltando a bola começar a entrar de vez e termos menos ansiedade em função dos maus resultados que tivemos”, disse o treinador, em coletiva após o empate do último sábado no clássico contra o Santos. Em Piracicaba, Marcelo Oliveira não deve contar com Zé Roberto.

Já o XV ocupa a quarta posição na Chave C, mas está empolgado pela primeira vitória no campeonato, ante o Red Bull, no último fim de semana. Narciso estreia no comando da equipe e deve promover uma mudança no time titular: Julinho volta à lateral esquerda após a lesão de Lucas Pavone. O zagueiro Dão, o volante Adriano Ferreira e o meia Héverton seguem no departamento médico e estão fora do jogo. “Vamos buscar a vitória. Temos uma ideia para o jogo contra o Palmeiras, mas o elenco me dá muitas opções de qualidade e precisamos avaliar a forma como o adversário vai se postar também”, informou Narciso.

FICHA TÉCNICA

XV DE PIRACICABA

Bruno Brígido; Daniel Damião, Fábio Sanches, Heitor e Julinho; Magal, Clayton, Gilsinho (Henrique Santos) e Gerson Magrão; Fabinho e Rivaldinho. Técnico: Narciso

PALMEIRAS

Fernando Prass; Lucas, Roger Carvalho, Vitor Hugo e Egídio; Thiago Santos, Jean e Robinho; Dudu; Gabriel Jesus e Alecsandro. Técnico: Marcelo Oliveira

Árbitro: Thiago Luis Scarascati | Horário: 21h30 | Local: Barão da Serra Negra | Transmissão: Sportv

DSC_0050

Início