Futebol

XV joga bem, vence e sai da zona de rebaixamento

Alvinegro mostra poder de reação e vira contra o São Bernardo fora de casa

Henrique Santos, atacante do XV de Piracicaba
Henrique Santos fez o gol que garantiu a vitória quinzista em São Bernardo (Foto: Maurício Bento)

O XV de Piracicaba está fora da zona de rebaixamento do Paulistão. Neste domingo (28), o time piracicabano venceu o São Bernardo de virada, por 2×1, no Estádio Primeiro de Maio. Gerson Magrão e Henrique Santos fizeram os gols, um em cada tempo. Com o resultado, o Nhô Quim manteve a quarta colocação do Grupo C, agora com oito pontos, mas saiu da degola na classificação geral – 14º lugar, uma posição acima do Z-6. Na oitava rodada, o XV vai a Campinas para enfrentar a Ponte Preta, sábado (5), no estádio Moisés Lucarelli.

Fabinho fez as jogadas dos dois gols do XV contra o São Bernardo no ABC: vitória é crucial para o time

Debaixo de chuva, o São Bernardo do técnico estreante Sérgio Soares partiu para o ataque e conseguiu o que queria logo aos 7min. Após cobrança de escanteio, a bola sobrou limpa para o atacante Henan emendar de bicicleta, mas ele furou. Mais rápido que a marcação, o volante Marino completou para o gol sem dar chances de defesa a Bruno Brígido: 1×0 – é a terceira partida seguida pelo Paulistão que Marino marca contra o Nhô Quim: ele fez um na vitória por 2×1 no Barão da Serra Negra, em 2014, e marcou os dois no triunfo pelo mesmo placar no ano passado, no Estádio Primeiro de Maio.

A imposição do Bernô parou por aí e o time piracicabano começou a gostar do jogo, sob a batuta de Gerson Magrão. De bola parada, o camisa 10 serviu pelo alto o lateral-esquerdo Julinho, que cabeceou para baixo e exigiu defesa complicada de Luiz Daniel, aos 15min. Já a segunda participação do goleiro do São Bernardo foi infeliz. Em jogada que começou com Fabinho pelo lado esquerdo do ataque, Luiz Daniel saiu para interceptar uma bola aparentemente fácil cruzada para a área. No entanto, o goleiro se chocou com o zagueiro Luciano Castán e soltou a bola nos pés de Gerson Magrão, que só teve o trabalho de mandá-la para o fundo da rede: 1×1.

O meia foi o jogador mais criativo do XV enquanto esteve em campo, mas sua participação foi interrompida no lance seguinte, quando Gerson Magrão pediu substituição ao sentir dores no músculo posterior da coxa direita – Henrique Santos foi quem o ocupou a vaga. A partida chegou empatada ao intervalo e, nos vestiários, os dois treinadores decidiram não mexer nas escalações.

VIRADA

Ao contrário do que aconteceu no primeiro tempo, o time piracicabano voltou mais ligado para a segunda etapa e criou ótima chance de virar aos 9min. Magal roubou a bola no meio de campo e enxergou o deslocamento de Rivaldinho, que recebeu passe milimétrico do volante. Cara a cara com Luiz Daniel, o atacante foi displicente e tentou dar um ‘tapa’ por cima do goleiro, mas faltou força – o lateral Lucas Newiton conseguiu fazer o corte em cima da linha. O lance irritou Narciso, que imediatamente chamou Rodrigo Silva para entrar em campo no lugar de Rivaldinho.

O gramado pesado e o medo de errar dos dois lados deixou o jogo mais truncado. O time do ABC foi perigoso pela primeira vez na etapa complementar aos 27min, em cobrança de falta de Jean Carlos que surpreendeu Bruno Brígido e carimbou o travessão. A resposta quinzista foi imediata e eficiente. Com meia hora de jogo no cronômetro, Fabinho recebeu de Daniel Damião aberto pelo lado esquerdo, olhou para a área e serviu Henrique Santos, que se intrometeu no miolo de zaga do São Bernardo e virou o placar: 2×1. A virada foi um golpe fatal para o São Bernardo, que tentou o empate na base da vontade, mas a pressão foi bem administrada pelo Nhô Quim, que respira um pouco mais aliviado no Paulistão.

FICHA TÉCNICA

1   SÃO BERNARDO

Luiz Daniel; Lucas Newiton, Luciano Castán, Rayan e Léo Veloso; Daniel Amora, Marino, Jean Carlos (Jefferson Kanu) e Cañete (Paulo Marcelo); Henan e Walterson (Tatá). Técnico: Sérgio Soares

2   XV DE PIRACICABA

Bruno Brígido; Daniel Damião, Fábio Sanches, Heitor e Julinho; Clayton, Magal, Gerson Magrão (Henrique Santos) e Gilsinho; Fabinho (Léo Salino) e Rivaldinho (Rodrigo Silva). Técnico: Narciso

Gols: Marino (SBD) aos 7min e Gerson Magrão (XV) aos 29min/1ºT; Henrique Santos (XV) aos 30min/2ºT | Árbitro: Adriano de Assis Miranda | Cartões amarelos: Marino (SBD); Heitor (XV) | Público: 5.593 pagantes | Renda: R$ 53.490,01

Início