Futebol

XV é goleado pelo Palmeiras em jogo polêmico

Gabriel Jesus brilha em Piracicaba; arbitragem falha em dois lances capitais

XV de Piracicaba 1x4 Palmeiras (Gerson Magrão)
Gerson Magrão teve a chance de abrir o placar contra o Palmeiras, mas errou o alvo (Foto: Michel Lambstein)

O XV de Piracicaba conheceu nesta quinta-feira (25) sua terceira derrota no Paulistão ao ser goleado pelo Palmeiras, em pleno Barão da Serra Negra, por 4×1. Rivaldinho fez o único gol quinzista, enquanto Vitor Hugo, Alecsandro e Gabriel Jesus, duas vezes, marcaram para o time alviverde. Apesar do placar dilatado, o Nhô Quim reclamou bastante da arbitragem por conta de um pênalti, quando o jogo ainda não tinha gols, e o segundo cartão amarelo não mostrado para o lateral palmeirense Lucas, que cometeu falta dura em Henrique Santos com 2×1 no marcador – o Alviverde também foi prejudicado por um gol mal anulado. O resultado deixa o XV ainda em quarto lugar no Grupo C, com cinco pontos, mas derruba a equipe do estreante técnico Narciso para a 18ª posição geral, na zona de rebaixamento.

De acordo com o técnico Narciso, a arbitragem prejudicou o XV contra o Palmeiras; técnico reclama de pênalti e expulsão

Com Marcelo Oliveira balançando no cargo, o Palmeiras tomou a iniciativa do jogo nos minutos iniciais e causou sérios problemas para o lateral-direito Daniel Damião, que tinha a missão de marcar Gabriel Jesus. Foi por aquele setor que o time visitante chegou duas vezes com perigo antes de completar dez minutos de partida – na melhor delas, o atacante foi desarmado por Fábio Sanches quando já engatilhava a finalização. O XV começou a partida explorando a velocidade de Fabinho, que se movimentava pelos dois lados do campo. A primeira chance criada pelo Nhô Quim surgiu aos 19min, quando Gerson Magrão trocou passes com Julinho e bateu rasteiro, assustando Fernando Prass.

Apesar da velocidade imprimida pelas duas equipes, as oportunidades de gol só voltaram a aparecer dez minutos antes do intervalo. Aos 36min, Robinho iniciou a jogada pela direita, enxergou Dudu sozinho do outro lado e inverteu o jogo. Mano a mano contra Fabio Sanches, o camisa 7 palmeirense tentou bater colocado, deslocando Bruno Brígido – a bola tirou tinta do poste esquerdo.

A primeira polêmica veio no lance seguinte. Aos 39min, Julinho deixou Gerson Magrão em condições de arremate e o meia acertou um chute forte que bateu na mão de Roger Carvalho: pênalti que o árbitro Thiago Luis Scarascati não marcou. Dois minutos depois, Robinho cobrou escanteio e achou Vitor Hugo completamente livre de marcação. De cabeça, o zagueiro colocou a bola no fundo da rede: 1×0 Palmeiras e reclamação do time piracicabano.

ELETRIZANTE

O segundo tempo começou a todo vapor. Dudu achou outro buraco na zaga quinzista e lançou rasteiro para Alecsandro, nas costas de Heitor. O centroavante rolou para o meio da área e Gabriel Jesus dividiu com Daniel Damião e abriu vantagem no marcador: 2×0. O XV de Piracicaba não sentiu o golpe e descontou quatro minutos mais tarde: Rivaldinho bateu de fora da área, a bola desviou em Vitor Hugo, ganhou altura e encobriu Fernando Prass antes de morrer dentro do gol: 2×1. Narciso percebeu o bom momento e colocou Henrique Santos no lugar de Gilsinho para ganhar velocidade. Mas a estratégia foi por água abaixo em outra polêmica envolvendo a arbitragem.

Na primeira vez que pegou na bola, Henrique Santos sofreu falta dura de Lucas, que já tinha cartão amarelo e deveria ter sido expulso. Thiago Luis Scarascati fez vista grossa e Marcelo Oliveira imediatamente sacou o lateral-direito de campo – Arouca entrou em seu lugar. O Palmeiras, que não tinha nada a ver com isso, transformou a vitória apertada em goleada. Aos 16min, Alecsandro aproveitou o erro de Fábio Sanches na saída de bola e fuzilou Bruno Brígido da entrada da área: 3×1. O quarto gol foi uma pintura e aconteceu quatro minutos depois. Robinho fez linda assistência para Gabriel Jesus, que recebeu em condição legal e encobriu o goleiro do XV: 4×1.

O quarto gol acabou de vez com qualquer possibilidade de reação. Já o Palmeiras passou a administrar o resultado e ainda chegou a marcar pela quinta vez, mas o gol de Dudu foi mal anulado em outro erro de arbitragem. A vitória alivia a situação alviverde, que encerrou a série de cinco partidas sem vencer.

FICHA TÉCNICA

XV DE PIRACICABA

1   XV DE PIRACICABA

Bruno Brígido; Daniel Damião, Fábio Sanches, Heitor e Julinho; Clayton, Magal, Gerson Magrão (Patrick) e Gilsinho (Henrique Santos); Fabinho e Rivaldinho (Aloísio). Técnico: Narciso

4   PALMEIRAS

Fernando Prass; Lucas (Arouca), Roger Carvalho, Vitor Hugo e Egídio; Jean, Thiago Santos e Robinho; Gabriel Jesus, Alecsandro (Cristaldo) e Dudu (Allione). Técnico: Marcelo Oliveira

Gols: Vitor Hugo (PAL) aos 41min/1ºT; Gabriel Jesus (PAL) a 1min e aos 29min, Rivaldinho (XV) aos 5min e Alecsandro (PAL) aos 16min/2°T | Árbitro: Thiago Luis Scarascati | Cartões amarelos: Jean e Lucas (PAL) | Público: 10.836 pagantes | Renda: R$ 453.950,00

Início