Futebol

XV deve ter apenas uma mudança contra Oeste

Com estiramento, Bruno Santos é desfalque certo; Bruninho fica com a vaga

Bruno Santos, atacante do XV de Piracicaba
Lesionado, Bruno Santos desfalca o XV contra o atacante Oeste (Foto: Mauricio Bento/Líder Esportes)

Fora da zona de rebaixamento, mas ainda na briga contra o descenso, o XV de Piracicaba tem mais um compromisso complicado pela frente neste sábado (1º). Sem vencer há sete jogos, o Nhô Quim volta a campo às 18h, no estádio Barão da Serra Negra, para encarar o Oeste, que também está ameaçado pelo rebaixamento. O técnico do Alvinegro, Vica, concedeu entrevista coletiva nesta sexta-feira (31), e afirmou que deve promover apenas uma alteração na equipe.

“Nós tivemos um problema no jogo com a lesão do Bruno Santos, que não é tão grave como esperávamos. Se ele não jogar, e fatalmente não jogará, deve entrar o substituto imediato que é o Bruninho. Nas demais posições, vou manter os mesmos jogadores, tendo em vista que vou trabalhar com coerência. São dois jogos com pouco treinamento. Ontem (quinta-feira), vi mais de perto alguns jogadores que não participaram do jogo, em um mini-coletivo com os jogadores da base, para termos uma noção mais real do que a gente pode contar pela frente”, disse Vica.

“Após o jogo contra o Oeste, teremos uma semana cheia de trabalho e, aí sim, veremos se há necessidade de mudar”, completou o treinador. Além de Bruno Santos, com um leve estiramento na coxa esquerda, o técnico segue sem contar com o volante Bruno Formigoni, que lesionou a coluna e está vetado pelo departamento médico. O XV de Piracicaba entrará em campo com Mateus Pasinato; Zé Mateus, Rodrigo, Doni e Samuel; Gilson, Clayton e Gilsinho; Bruninho, Romarinho e Rafael Gomes.

CLASSIFICAÇÃO

O confronto deste sábado é decisivo na luta contra o rebaixamento. O XV, que ocupa o 14º lugar com 15 pontos, é o primeiro time fora do Z-6. A equipe de Itápolis tem um ponto a mais e está em 12º lugar. Nas 14 rodadas anteriores, o Nhô Quim conquistou apenas duas vitórias, perdeu três vezes e empatou nove partidas. O ataque fez somente 16 gols e a defesa foi vazada em 18 oportunidades. O Oeste foi derrotado quatro vezes, venceu três partidas e empatou sete. O ataque marcou 14 tentos, enquanto a defesa sofreu 13 gols.

Início