Futebol

XV derrota Rio Claro com ‘pintura’ de Zé Mateus

Lateral faz golaço de falta e Nhô Quim abre vantagem na briga por vaga na final

XV de Piracicaba 1x0 Rio Claro - gol de Zé Mateus
O lateral Zé Mateus colocou a bola no ângulo e marcou o único gol da partida (Foto: Diego Soares/Código 19)

Um golaço do lateral Zé Mateus na metade do segundo tempo colocou o XV de Piracicaba em vantagem na briga por uma vaga na decisão da Copa Paulista. Jogando no Barão da Serra Negra com mais de 5.000 torcedores, o time piracicabano venceu o Rio Claro por 1×0, nesta sexta-feira (4), e saiu na frente nas semifinais. O jogo de volta está marcado para domingo (13), às 18h, em Rio Claro. Para chegar à final e se classificar pelo menos para a Copa do Brasil, o Nhô Quim precisa de um empate. Vitória do Rio Claro por um gol de diferença leva a decisão para os pênaltis.

Zé Mateus marcou o único gol do jogo no duelo de ida das semifinais da Copa Paulista

Ao contrário do que havia dito o técnico Cléber Gaúcho, o XV entrou em campo com a camisa zebrada – a diretoria cedeu às cobranças dos torcedores. A equipe titular foi a mesma que havia perdido para o Votuporanguense, exceção feita ao lateral-esquerdo Samuel, que voltou ao time após se recuperar de lesão e ocupou o espaço de Lucas Pavone. Nos primeiros minutos de bola rolando, o personagem da partida foi o goleiro Lucas Frigeri, do Rio Claro, com duas defesas importantes.

O XV começou o jogo em cima do adversário e, aos 2min, esteve perto de abrir o placar em lance de bola parada. Barreto cobrou escanteio fechado pela esquerda e após leve desvio no meio do caminho, o camisa 1 do Rio Claro espalmou para aliviar o perigo. Cinco minutos depois, Rafael Gomes escapou pela direita e cruzou para a área buscando Samoel Pizzi, mas a zaga afastou. No rebote, Samuel acertou uma pancada de primeira e Lucas Frigeri foi buscar.

Após as duas jogadas, o Rio Claro adiantou a marcação e colocou o XV em dificuldades. Com o meio de campo anulado, a equipe de Cléber Gaúcho passou a rifar a bola com os zagueiros Lucas Cunha e Rodrigo, e virou presa fácil para o rival. Verdade seja dita, o Rio Claro não levou perigo algum ao gol de Mateus Pasinato. Depois de 40min de pouco futebol, o XV tentou furar o bloqueio adversário na base da vontade e chegou a rondar a área do Rio Claro com Romarinho e Rafael Gomes, mas não conseguiu tirar o zero do placar antes do intervalo.

As duas equipes voltaram sem alterações para o segundo tempo, que começou com uma oportunidade para os visitantes, aos 3min, quando Medina recebeu lançamento em profundidade, trouxe para o meio da área e ajeitou para Moisés encher o pé, mas o meia pegou mal na bola e o chute saiu fraco pela linha de fundo. A resposta do XV veio aos 14min: Zé Mateus cruzou para a área, o goleiro saiu mal e a bola quase entrou, mas o zagueiro Odair cobriu Lucas Frigeri e salvou em cima da linha; na sequência, o camisa 1 agarrou a conclusão de Samuel.

Mais de 5.000 pessoas compareceram ao Barão da Serra Negra: massa alvinegra (Foto: Diego Soares/Código 19)

O Nhô Quim abriu o placar aos 19min com uma pintura de Zé Mateus. Da entrada da área, o lateral-direito cobrou falta com maestria e acertou o ângulo de Lucas Frugeri, que ficou parado olhando a bola entrar: 1×0. Após o gol, Cléber Gaúcho mexeu na estrutura do time. Visando desacelerar o jogo, o treinador tirou o atacante Samoel Pizzi e reforçou o meio de campo com a entrada do armador Gilsinho; mais tarde, foi Lucas Pavone quem substituiu Samuel, bastante aplaudido pelos torcedores.

Apesar de estar perdendo, o Rio Claro não tinha iniciativa para buscar o empate. O jogo estava controlado pelo time piracicabano quando Cléber Gaúcho mudou pela terceira vez, com Rodolfo no lugar de Rafael Gomes no comando do ataque. A equipe visitante priorizou não levar o segundo gol do que empatar a partida, confiando na capacidade de reverter a vantagem dentro de casa. O apito final de Vinicius Furlan deixou o Alvinegro mais perto da decisão da Copa Paulista – e, de quebra, de voltar ao cenário nacional após 13 anos.

FICHA TÉCNICA

Esporte Clube XV de Piracicaba

1  XV DE PIRACICABA

Mateus Pasinato; Zé Mateus, Rodrigo, Lucas Cunha e Samuel; Maranhão, Clayton e Barreto; Samoel Pizzi (Gilsinho), Rafael Gomes (Rodolfo) e Romarinho. Técnico: Cléber Gaúcho

Rio Claro Futebol Clube

0  RIO CLARO

Lucas Frigeri; Murilo, Odair, João Gabriel e Hudson; Alê, Franco, Moisés (Lucas Xavier) e Samuel; Daniel Bueno e Medina (Moacir). Técnico: Sérgio Guedes

Gol: Zé Mateus (XV) aos 19min/2ºT | Árbitro: Vinicius Furlan | Cartões amarelos: Moisés e Medina (RCL) | Público: 5.415 pagantes| Renda: R$ 55.125,00

Início