Futebol

XV de Piracicaba apresenta primeiros reforços

 Clube ainda busca atacante para início da Copa Paulista, que começa em julho

Samuel, Nando e Alisson Costa, reforços do XV de Piracicaba
Samuel, Nando e Alisson Costa são os reforços apresentados pelo XV de Piracicaba (Foto: Divulgação)

O XV de Piracicaba começou a apresentar os reforços contratados para a disputa da Copa Paulista no início da tarde desta sexta-feira (10). O lateral-esquerdo Samuel, de 21 anos, emprestado pelo Penapolense; o zagueiro Nando, de 25 anos, ex-Goianésia-GO; e o meia Alisson Costa, de 24 anos, que disputou a Série A2 pelo União Barbarense, foram os atletas apresentados no estádio Barão da Serra Negra.

Mesmo com o Penapolense disputando a Copa Paulista, Samuel optou por acertar com o Alvinegro, atendendo o convite feito pelo gerente de futebol do XV de Piracicaba, Beto Souza, com quem já havia trabalhado no Noroeste. “Eu iria jogar o Campeonato Paulista da Série A2 pelo Penapolense, só que por algum motivos eles quiseram me emprestar para o Náutico. Fui para lá e por falta de acerto entre os clubes, não joguei o Campeonato Pernambucano, fiquei apenas treinando. Voltei para o Penapolense e surgiu o convite feito pelo Beto Souza, com quem já trabalhei e confio. Achei uma ótima oportunidade, pedi minha liberação e eles aceitaram”, disse Samuel.

ELOGIOS

O meia Alisson Costa, que trabalhou com o técnico Cléber Gaúcho no União Barbarense, enalteceu o trabalho do treinador, mesmo com todas as dificuldades vividas em Santa Bárbara d’Oeste. “Foi muito bom trabalhar com ele, apesar de todas as dificuldades com alimentação, treino e principalmente salários atrasados. Nos unimos fora de campo e falamos: ‘É ou não é? Desistimos ou seguimos?’ E conseguimos até ir longe com as dificuldades”, ressaltou.

Com passagens por Palmeiras B, Matonense e Grêmio Barueri, o zagueiro Nando já conhece bem as divisões inferiores do futebol paulista. Em 2015, o jogador foi contratado pelo Atibaia para a disputa da fase decisiva que deu o acesso em campo ao clube. “Fiz parte do elenco que conquistou o acesso para a Série A2. Cheguei nos quatro jogos finais, antes eu estava no Itumbiara (GO). Recebi o convite, acertei com o clube e pude ajudar no acesso. Infelizmente, por condição do estádio, o time não pôde subir e teve que disputar novamente a Série A3 em 2016”, afirmou Nando.

Início