Basquete

XV ‘atropela’ Bauru e desencanta no Paulista

Alvinegro aproveita desfalques do rival e vence a primeira no Estadual

Douglas Gorauskas, pivô da equipe masculina de basquete do XV de Piracicaba
O pivô Douglas Gorauskas foi o grande nome do jogo em Piracicaba (Foto: Mauricio Bento/Líder Esportes)

Parecia outro time. No primeiro jogo após a volta do técnico Baiano, substituto do sérvio Dusan Radivojevic, o XV de Piracicaba venceu Bauru nesta quarta-feira (10) pelo placar de 80×58, em casa, e desencantou na divisão especial do Campeonato Paulista. O resultado levou o Alvinegro aos cinco pontos ganhos e tirou a equipe da lanterna da competição. O Nhô Quim volta a entrar em quadra no próximo sábado (13), às 18h, contra o vice-líder Paulistano em São Paulo. Uma vitória na capital coloca a equipe de vez na briga por uma vaga aos playoffs.

O XV de Piracicaba volta a jogar no sábado, em São Paulo, contra o Paulistano

Com a defesa ajustada e mais eficiente no ataque em relação às três partidas anteriores, quando foi derrotado por Mogi das Cruzes, Rio Claro e Franca, o time piracicabano foi claramente superior ao adversário nesta quarta-feira. Ligado nos rebotes defensivos e com atuação irretocável do pivô Douglas Gorauskas, autor de 14 pontos apenas no primeiro quarto e cestinha da partida com 23 pontos, o XV deslanchou no placar após cinco minutos de jogo e fechou a parcial em 24×12.

O segundo período foi ainda mais desigual. Pesou o baixo aproveitamento de Bauru, que entrou em quadra desfalcado pelos atletas convocados para os Jogos Olímpicos – o time visitante registrou pontuação inferior a 30% nos chutes dentro do garrafão no segundo quarto. O XV de Piracicaba, que não tinha nada a ver com a história, continuou com o mesmo ritmo e aumentou a diferença para 24 pontos antes de chegar ao intervalo: 47×23.

O Alvinegro demorou quatro minutos para ‘engrenar’ no terceiro quarto, mas Bauru não soube aproveitar a situação – a equipe visitante cometeu erros ‘infantis’, entre eles um lance livre cobrado pelo pivô Michael Ochendu que não chegou sequer a tocar o aro. Fundamental no ataque, Douglas Gorauskas também brilhou no aspecto defensivo – foram 12 rebotes para o camisa 15, nove deles na retaguarda. Restando pouco mais de três minutos para o encerramento do período, o técnico Baiano começou a rodar o time e colocou Léo Oliveira, Luciano e Matheus Costa em quadra e viu o Nhô Quim administrar o resultado, fechando a parcial em 60×38.

‘SUSTO’

O último quarto parecia servir apenas para ‘cumprir tabela’, mas Bauru deu um susto nos torcedores presentes ao Ginásio Municipal Waldemar Blatkauskas e abriu 11×0 nos dois primeiros minutos, forçando Baiano a parar o jogo. A pausa fez bem ao XV, que retomou o controle das ações para vencer pelo placar de 80×58. O triunfo coloca a equipe piracicabana provisoriamente em sétimo lugar na classificação geral, à frente de Sorocaba, América e Bauru, que passa a ocupar a lanterna no Campeonato Paulista.

Início