Futebol

Vice-presidente anuncia interino e rebate críticas

Bonfíglio quer treinador com perfil para dar 'chacoalhada' no elenco quinzista

Renato Bonfíglio, diretor de futebol e vice-presidente do XV de Piracicaba
Bonfíglio classificou aqueles que pedem sua saída como 'meia dúzia de bandidos' (Foto: Líder Esportes)

Um dia após a demissão do técnico Claudinho Batista, o vice-presidente e diretor de futebol do XV de Piracicaba, Renato Bonfíglio, revelou qual perfil procura para o cargo. O dirigente quer um profissional que “dê murro na mesa”, mexa com o ânimo do elenco e, principalmente, vença as partidas. Por enquanto, a função está ocupada por Ronaldo Guiaro, treinador da equipe sub-20. Ele, inclusive, comandará o Nhô Quim na próxima rodada do Campeonato Paulista, caso o tempo não seja suficiente para a adaptação do futuro contratado, que deverá ser anunciado pelo clube até esta sexta-feira (19).

O novo treinador será consultado sobre a vaga que resta no time para o Paulistão

O Alvinegro entrará em campo neste sábado (20), às 19h, para enfrentar o Red Bull dentro de casa. “Tem de trazer um técnico que dê uma chacoalhada na equipe, conheça os atletas e consiga encaixar um esquema de jogo que resulte em vitórias. Queremos um técnico vencedor. Não adianta trazer técnico de nome e ele não resolver. Precisa ser um treinador que dê um murro na mesa e faça o time jogar”, disse Bonfíglio em entrevista coletiva, nesta quinta-feira (18), na sala de imprensa do estádio Barão da Serra Negra.

Nesta semana, o meia Héverton classificou o estilo de Claudinho Batista como “europeu”. Roque Júnior, técnico do XV no Estadual de 2015, também se baseava nos métodos táticos do exterior e foi dispensado pelo clube durante o torneio. O cartola contou quais são as diferenças entre eles. “O Claudinho fez um bom trabalho pelo Mogi Mirim, subiu para a Série B (do Brasileiro) com um time razoável. Acho o Claudinho um bom técnico. Diferente do Roque, ele não é teimoso. É fácil de conversar com ele”, afirmou.

Apesar dos resultados obtidos pelo Nhô Quim neste início de competição, Bonfíglio confia na capacidade do elenco. “Tem tudo para vingar. Quero conversar com eles hoje (18) para levantar a cabeça desse pessoal”, destacou. O vice-presidente quinzista ainda informou que, além de ser interino neste momento de transição, Guiaro será auxiliar do próximo técnico que assumir o Alvinegro. Quanto à vaga que resta no plantel, o dirigente comunicou que conversará com o novo comandante antes de buscar um reforço para preenchê-la.

CRÍTICA

Bonfíglio também disparou contra aqueles que o criticam e pedem sua saída. “É meia dúzia de bandidos que não me afeta em nada. Quando estiver faltando dinheiro no XV, quero ver se eles aparecem para ajudar. Todo mundo fala que sou pistoleiro. Sou pistoleiro mesmo. Não tenho medo disso”, ressaltou. No entanto, ele assegurou que cumprirá todo seu mandato como vice-presidente e diretor de futebol. “Acho lamentável isso. Mas o pessoal pode ficar tranquilo. Vou até o fim do meu mandato. Jamais vou pedir demissão”.

Início