Kickboxing

Trio piracicabano vai ao Campeonato Brasileiro

Gustavo Piacentini, Isaias Silva e Jampa Leibholz participam da competição

Isaias Silva e Gustavo Piacentini, em treino realizado em Piracicaba (Foto: Arquivo/Líder Esportes)

A CBKB (Confederação Brasileira de Kickboxing) realiza a partir desta quinta-feira (15) a 27ª edição do Campeonato Brasileiro. A competição acontece no Ginásio do São Paulo Futebol Clube, em São Paulo. Piracicaba participa do evento e três atletas que defendem a cidade pintam como favoritos para subir ao lugar mais alto do pódio: Gustavo Piacentini, Isaias Silva e Jampa Leibholz. Dono do cinturão brasileiro profissional há três semanas, Piacentini diz que a palavra-chave para repetir o êxito na capital paulista é a intensidade.

“A preparação foi difícil, principalmente pela questão da intensidade imposta nos treinos que foram dedicados pensando na disputa do cinturão, além da intensidade da luta em si. O corpo ainda sente o desgaste, pois faz apenas três semanas desde a última competição, as lesões não se recuperam completamente. Isso tudo faz diferença. Porém, é claro que, como em qualquer competição que participo, o objetivo é o título”, afirmou Piacentini, que disputa a categoria low kicks (faixa preta, 63,5 kg).

Já Isaias Silva chega ao Brasileiro como favorito em duas categorias: light contact e low kick, ambas -57 kg. Apesar de defender o título conquistado em 2016, o atleta mantém o discurso humilde. “Como em todos os eventos que vou para disputar, o foco sempre é ganhar, não importa o campeonato em si. Digo isso sem tirar mérito de nenhum adversário, mas vou para vencer. Um evento grande como é o Brasileiro tem atletas de alto nível, mas vou mostrar garra como sempre”, disse o lutador.

Jampa Leibholz, lutador da academia Chock Dee

Jampa Leibholz disputa três modalidades no Campeonato Brasileiro (Foto: Arquivo/Jornal de Piracicaba)

Jampa Leibholz vai brigar pelo título nacional em três frentes: full contact, kicklight e light contact, as três na categoria -57 kg. Para o atleta, a chave para voltar de São Paulo com bons resultados é o treinamento diário. “Estar treinando bastante é o segredo para ir bem no Campeonato Brasileiro. O mais difícil, porém, é encontrar tempo para treinar e se dedicar em meio a tantas outras obrigações, em especial os alunos da academia (Chock Dee), que também tem compromissos marcados”, declarou.

“No light contact e no kicklight eu busco o meu lugar, estou tentando evoluir e sei que demora tempo para chegar, pois existem outros atletas mais experientes que estão na frente. Isso é um caminho longo, demora e eu vou tentando até conseguir. Hoje, estou mais perto que ontem, é assim que eu penso. No full contact, eu gosto bastante e acho que me adaptei um pouco mais rápido, embora ainda tenha bastante o que melhorar. É um degrau por vez”, completou Jampa.

Início