Futebol

Torcida não abandona time e prepara ‘invasão’

XV de Piracicaba terá apoio de torcedores no sábado em Santa Bárbara d'Oeste

TUE - Torcida Uniformizada Esquadrão
A torcida do XV esteve presente em todos os jogos da equipe (Foto: Mauricio Bento/Líder Esportes)

Mesmo com o péssimo momento vivido pelo XV de Piracicaba no Campeonato Paulista da Série A2, com o time na zona de rebaixamento, a torcida quinzista tem comparecido em todos os jogos. No sábado (15), às 16h, o Alvinegro volta a campo para encarar o União Barbarense, em Santa Bárbara d’Oeste. Um novo tropeço do Nhô Quim pode sacramentar a queda para a Série A3 em 2018. Sem abandonar o time, os torcedores organizam uma caravana para acompanhar a equipe.

Em nota, o XV disse que a diretoria tentou negociar o valor com o União Barbarense, mas a direção do Leão da 13 decidiu dobrar o preço da entrada

A Torcida Uniformizada Esquadrão, maior organizada do clube, partirá em direção à cidade vizinha às 14h do sábado, com saída de sua sede (rua São José, 1.305). Até o inicio da tarde desta quinta-feira (13), um ônibus já havia sido lotado para acompanhar a partida. De acordo com o presidente da torcida, Felipe Gema, os interessados podem fazer as reservas através do telefone (19) 98100-5215. “O que nos move é algo inexplicável, é a paixão de torcer para o XV que nos tornou pessoas mais esperançosas. O impossível e o improvável sempre acontecem com o XV, tanto a favor como contra, e quando a gente vê a zebrada entrando em campo, acreditamos em tudo de novo”, disse Gema.

A passagem é gratuita. Os ingressos custam R$ 40 (inteiro) e R$ 20 (meio). Em nota, o clube disse que a diretoria tentou negociar o valor com os dirigentes do União Barbarense, porém, a direção do Leão da 13 decidiu dobrar o preço. Assim, os bilhetes poderão ser adquiridos somente no dia jogo, na bilheteria do portão 4 (rua José Benedito Teixeira), a partir das 14h. Pagam meia os aposentados, estudantes, mulheres e professores da rede pública de ensino. A apresentação do documento é obrigatória. Crianças com menos de 12 anos não pagam, mas devem retirar o ingresso na bilheteria.

OTIMISMO

Presente em todos os jogos do XV de Piracicaba na Série A2 do Campeonato Paulista, o torcedor Lucas Furlan mais uma vez estará apoiando o Alvinegro em Santa Bárbara d’Oeste. “Escapar do rebaixamento é difícil? Sim, muito difícil, mas não iremos desistir. Enquanto houver chance, estaremos sempre acreditando, seremos destemidos e valentes, como diz o hino, apoiando o XV de Piracicaba os 90 minutos de cada partida. Eu acredito que conseguiremos nos manter. A torcida não pode deixar o time de lado. Vamos invadir Santa Bárbara d’Oeste, mostrar mais uma vez a força da nossa torcida e dar um passo para nossa permanência”, disse Furlan.

Para Guilherme Schmidt, o Shime, o jogo é de vida ou morte para o Nhô Quim. “O momento é delicado, o time tem que saber lidar com a situação e ir para cima. Tem que honrar a camisa, pois ultimamente está complicado. Salários estão em dia e tudo é de primeira. Por tudo isso, era para estar brigando na ponta da tabela. Como torcedor, não sei o que acontece para ter chegado nesta situação. Enquanto existir 1% de chance, estaremos apoiando. Sábado é jogo de vida ou morte. Os jogadores precisam saber que estamos juntos e dependemos deles. Se eles caírem, infelizmente nós cairemos junto”, completou.

Início