+ Esportes

Retrospectiva 2017 no esporte piracicabano

Confira, mês a mês, os fatos que marcaram a temporada em Piracicaba

*Capa: Claudinho Coradini/Jornal de Piracicaba

O ano de 2017 foi especialmente complicado para o esporte amador em Piracicaba. A crise teve início com o congelamento da verba repassada anualmente pela Selam (Secretaria de Esportes, Lazer e Atividades Motoras). Em janeiro, entrou em vigor o marco regulatório do terceiro setor (Lei Federal 13.019/2014), que prevê chamamento público e coloca ponto final nos convênios realizados com associações esportivas. Como as entidades locais dependiam quase exclusivamente da parceria com a Selam para pagar os esportistas, os atletas, dirigentes e treinadores passaram 2017 sem ‘salários’. A dificuldade, porém, não impediu importantes conquistas do esporte local.

Diego Spigolon, treinador da equipe piracicabana Sport Way de karatê

Diego Spigolon (Foto: Líder Esportes)

JANEIRO

A primeira boa notícia do ano veio com o técnico piracicabano Diego Spigolon assumindo a coordenação da seleção feminina de karatê no primeiro ciclo olímpico da modalidade. A informação foi confirmada pelo diretor técnico da CBK (Confederação Brasileira de Karatê), William Cardoso. A gestão, que termina em 2020, trabalha de olho nos Jogos Olímpicos do mesmo ano. A competição será realizada em Tóquio, no Japão. O COI (Comitê Olímpico Internacional) decidiu pela inclusão do karatê no evento em agosto de 2016.

 

Chico dos Santos, técnico da equipe masculina de voleibol da Apiv

Chico dos Santos (Foto: CBV/Divulgação)

FEVEREIRO

A Apiv (Associação Piracicabana de Voleibol) anunciou a contratação de um reforço de impacto para a temporada: Chico dos Santos, braço direito de Bernardinho nas conquistas de oito Ligas Mundiais, três Campeonatos do Mundo e o histórico ouro olímpico de 2004, em Atenas, pela seleção brasileira masculina. Em Piracicaba, cidade que o revelou para o voleibol, em 1979, Chico foi o treinador da equipe masculina da Apiv e integrou a comissão do time feminino. A passagem, porém, foi abreviada após um convite para dirigir Montes Claros.

 

Rene Mattos, atleta e treinador de judô na academia Heisei

Rene Mattos (Foto: Líder Esportes)

MARÇO

O mês de março marcou a quebra de uma hegemonia histórica na Liga Paulista de tênis de mesa. Na terceira etapa do ano, realizada no Ginásio Municipal José de Oliveira Garcia Netto, em Piracicaba, a equipe piracicabana foi surpreendida por Araras, que fez 16.742 pontos e deixou os anfitriões na segunda colocação. Foi a primeira vez em 12 anos que Piracicaba viu a liderança do Troféu Eficiência escapar. Em novembro, Araras confirmaria o título. No judô, o piracicabano Rene Mattos voltou ao tatame após um ano se recuperando de uma fratura no braço esquerdo.

 

Danielle Rauen, mesatenista da equipe piracicabana Fran TT

Danielle Rauen (Foto: Arquivo/CBTM)

ABRIL

Danielle Rauen e Jennyfer Parinos gravaram seus nomes mais uma vez na história do tênis de mesa. A dupla da Fran TT conquistou o título do Campeonato Mundial Paralímpico de Equipes, disputado na Eslováquia. O mês também será recordado pela vitória dramática do XV de Piracicaba contra a Portuguesa: aos 38min do segundo tempo, o Alvinegro perdia para a Lusa por 1×0 no Barão da Serra Negra e estava virtualmente rebaixado para a Série A3. Carlos Alberto, aos 39min, e Rodrigo, no último lance, salvaram o Nhô Quim da queda.

 

Gustavo Piacentini, lutador de kickboxing

Gustavo Piacentini (Foto: Líder Esportes)

MAIO

Os destaques de maio vieram nos esportes de luta. O piracicabano Ramon Batagello confirmou o título de campeão paulista juvenil de boxe, em Sorocaba. O ouro foi inédito na carreira do pugilista. No karatê, Hernani Veríssimo sagrou-se bicampeão pan-americano ao derrotar o colombiano Juan Landazuri em Curaçao, pela categoria -75 kg. Para fechar o mês, o lutador piracicabano Gustavo Piacentini conquistou o cinturão profissional brasileiro de kickboxing após vencer o goiano Douglas Nunes por decisão unânime na categoria 62,3 kg.

 

Márcio Fernandes, técnico do XV de Piracicaba

Márcio Fernandes (Foto: M. Bento/Líder Esportes)

JUNHO

O XV de Piracicaba, do técnico Márcio Fernandes, encerrou a passagem pelo calendário nacional e conseguiu uma virada que poderia ter sido história contra o São Paulo-RS, pela última rodada da fase de grupos do Campeonato Brasileiro da Série D. Porém, o triunfo pelo placar de 4×3, após estar perdendo por 3×1, de nada adiantou: com um gol aos 44min do segundo tempo, o Brusque-SC venceu o Operário-PR por 1×0 e garantiu a classificação. Eliminado, o Alvinegro encerrou a Série D com nove pontos e em terceiro lugar no Grupo 15.

 

Hernani Veríssimo, atleta da equipe de karatê Sport Way Piracicaba

Hernani Veríssimo (Foto: Geraldo de Paula)

JULHO

Hernani Veríssimo voltou a se destacar em um evento de grande porte. Na Polônia, o karateca piracicabano faturou a medalha de bronze nos Jogos Mundiais. O resultado foi histórico para a carreira do atleta, que completaria em dezembro dois anos na categoria adulta. O lutador soma 15 títulos, três vice-campeonatos e uma medalha de bronze nos últimos 19 eventos em que participou. No jiu-jitsu,  dois atletas trouxeram para Piracicaba o título sul-americano: os irmãos Felipe e Rafael Borges subiram ao lugar mais alto do pódio no Rio de Janeiro.

 

João Vitor da Silva, ciclista da equipe Green Piracicaba

João Vitor da Silva (Foto: Líder Esportes)

AGOSTO

O judoca José Hyczy foi medalha de ouro na fase regional do Campeonato Paulista de Judô, etapa classificatória da competição. Para garantir o lugar mais alto do pódio, Hyczy fez duas lutas pela categoria adulto meio-pesado e venceu ambas, sendo uma por estrangulamento e outra por ippon. Agosto trouxe ainda uma boa notícia para o ciclismo: o velocista João Vitor da Silva, da Green Piracicaba, foi convocado para defender a seleção brasileira no Campeonato Pan-Americano de Ciclismo de Pista, em Trinidad e Tobago.

 

Piracicaba Cane Cutters

Cane Cutters (Foto: M. Bento/Líder Esportes)

SETEMBRO

Os Cane Cutters estrearam na Liga Nacional de Futebol Americano. Depois de uma primeira rodada conturbada e com o duelo ante os Vipers suspenso, o time piracicabano enfrentou o Fluminense, em Saltinho. Apesar do triunfo tricolor, os Cutters deixaram boa impressão. Na ginástica, Diogo Soares trouxe um resultado histórico do Japão ao faturar o bronze na barra fixa em Yokohama. O mês ainda registrou o pentacampeonato de Isaias Silva na Copa do Brasil de Kickboxing e a vinda de Yoshimitsu Yamada Sensei, que participou do Seminário Internacional de Aikidô.

 

André Cunha, meia do XV de Piracicaba

André Cunha (Foto: Del Rodrigues/Gazeta de Piracicaba)

OUTUBRO

Pela décima vez, Natalia Brozulatto foi campeã brasileira de karatê. O título veio em Salvador (BA), com a vitória sobre Bianca Mafra. Com a conquista, Natalia igualou o feito da jogadora de vôlei Regiane, ambas com dez títulos nacionais. Na canoagem, trio formado pelos atletas Bruno Cataldo, Pedro Aversa e Thiago Serra conquistou três medalhas no Sul-Americano e Pan-Americano, realizados na Costa Rica. Para os amantes do futebol, o XV fez em outubro sua melhor partida em 2017: 2×0 sobre o São Caetano com show de André Cunha e vaga na semifinal da Copa Paulista.

 

Romenigue Oliveira Santos, atleta da equipe de atletismo de Piracicaba

Romenigue Santos (Foto: Líder Esportes)

NOVEMBRO

O piracicabano Bruno Leme recebeu, em São Paulo, o Prêmio Capacete de Ouro, maior premiação do automobilismo brasileiro. O evento é promovido pela Revista Racing desde 1997. No autocross, Celso Meneghel Silveira Mello conquistou, em Cuiabá (MT), o tricampeonato brasileiro de velocidade na terra. Novembro também foi encerrado com chave de ouro por Romenigue Santos: foram duas medalhas de ouro e uma de bronze no Sul-Americano Máster de Atletismo, realizado no Chile. A nota triste ficou com o futebol, com o XV eliminado da Copa Paulista pela Inter de Limeira.

 

A ala Bruninha, do time feminino de futsal do XV de Piracicaba

Bruninha (Foto: M. Bento/Líder Esportes)

DEZEMBRO

O último mês de 2017 foi de vitórias para o esporte piracicabano. Bruno Leme sagrou-se campeão paulista de Fórmula 1600 no autódromo de Interlagos. No kickboxing, Jampa Leibholz conquistou a medalha de ouro no Sul-Americano ao vencer por pontos o argentino Joaquín Coronel, em duelo decidido apenas no último round, em Foz do Iguaçu (PR). Para fechar a temporada com chave de outo, o XV/Rezende levantou a taça da Copa Interior de Futsal Feminino com uma vitória 4×2 sobre o Rio Branco, em duelo realizado no Ginásio de Esportes do Parque Prezotto.

 

Início