Futebol

Regulamento veta Bovi; Carleto pode reforçar XV

Artigo 16 impede acerto com ala direito, que está no Independente de Limeira

Vinicius Bovi, lateral-direito do XV de Piracicaba
Vinicius Bovi chegou ao time piracicabano pela primeira vez em 2010 (Foto: Arquivo/XV de Piracicaba)

O XV de Piracicaba tinha praticamente tudo certo para o retorno de Vinicius Bovi, que está no Independente, para a sequência do Paulistão, mas o 16º artigo do regulamento do torneio impede a contratação do jogador. LÍDER levantou a informação de que o lateral havia sido procurado pelo gerente de futebol do clube, Marlon Ferreira, antes da saída de Claudinho Batista. A mudança de treinador e as lesões do zagueiro Dão e do volante Adriano Ferreira frearam a negociação, mas o nome de Bovi voltou a entrar em pauta após o pedido de Narciso por outro lateral-direito de origem.

Contudo, o regulamento do Paulistão veta a chegada do jogador ao Barão da Serra Negra. “O atleta somente poderá ser inscrito por um único clube participante do Campeonato Paulista de futebol profissional da primeira divisão de 2016, independente da série de disputa”, diz o artigo 16. A reportagem entrou em contato na noite desta quarta-feira (24) com o vice-presidente e diretor de futebol Renato Bonfíglio, que foi surpreendido pela notícia – LÍDER confirmou junto à FPF (Federação Paulista de Futebol) a informação de que Bovi não pode jogar por qualquer outro clube da A1, A2 e A3, séries que integram a primeira divisão paulista. O prazo para inscrição na primeira fase termina nesta sexta-feira (26).

REFORÇO

O XV está de olho no mercado desde a morte de Canavarros, dia 1º de fevereiro. Além desta vaga, o clube espera os resultados dos exames do lateral canhoto Lucas Pavone, que lesionou o joelho direito contra o Red Bull e dificilmente volta a atuar no Paulistão – uma vez confirmada a gravidade da lesão, a diretoria pode trazer outro reforço. LÍDER apurou que a comissão técnica trabalha com três nomes para substituir Lucas Pavone. Thiago Carleto, que está encostado no São Paulo, é o primeiro da lista.

No Morumbi, o salário de Carleto gira em torno de R$ 30 mil mensais – o time piracicabano estaria disposto a pagar um terço dos vencimentos do atleta. Questionado sobre a possível vinda do lateral-esquerdo, Bonfíglio saiu pela tangente. “Primeiro, precisamos do laudo médico do Lucas Pavone, não temos como correr atrás de reforços sem saber o resultado do exame. A prioridade é aguardar isso para depois, se necessário, buscar outro reforço”, despistou o dirigente.

CARLETO

Carleto disputou a Série B do Campeonato Brasileiro pelo Botafogo na última temporada (Foto: Divulgação)

Início