Tênis de Mesa

Reforço do CCP/APTM conquista vaga na seleção

Contratado em dezembro, Gustavo vence seletiva para o Sul-americano mirim

Gustavo Gerstmann chega como promessa do tênis de mesa a Piracicaba
Gustavo Gerstmann chega como promessa do tênis de mesa a Piracicaba (Foto: Christian Martinez)

Gustavo Gerstmann mal chegou a Piracicaba e já trouxe uma boa notícia para a Noiva da Colina. Contratado em dezembro para reforçar o elenco do CCP/APTM/Palmeiras/Selam/Liceu, o mesatenista venceu a Seletiva Nacional, evento que dá vaga para o Campeonato Sul-americano. Na categoria mirim, em busca de uma das duas vagas em jogo, Gustavo estreou com derrota para Henrique Noguti, de São Caetano do Sul, mas se recuperou na competição e superou na final Joon Shin, do Paraná, por 4 sets a 1.

Ao site oficial da CBTM (Confederação Brasileira Brasileira de Tênis de Mesa), Gustavo Gerstmann comentou a partida e dedicou a conquista ao avô. “Foi muito difícil, mas consegui. O Joon Shin melhorou muito depois do intercâmbio na China. Dedico o título ao meu avô, André Gerstmann, que morreu há 12 dias. Fiquei muito triste quando recebi a notícia, mas pensei comigo: ‘Preciso de alguma dedicação para ganhar a seletiva’. E a morte do meu avô me fez ficar forte. Treinei muito, então, é mais do que mérito meu. Agradeço a Deus, amigos e familiares que torcem e rezam por mim”, disse.

Agora, o atleta que atuou pela última vez representando a cidade de Jundiaí entra em férias e retornará aos treinamentos em seu novo clube, o CCP/APTM/Palmeiras/Selam/Liceu, na primeira semana de fevereiro, quando será apresentado para a imprensa. Em 2017, os atletas da equipe piracicabana recebem subvenção da Lei Pelé por meio da CBC (Confederação Brasileira de Clubes).

PERMANÊNCIA

Além da conquista de Gustavo, o CCP/APTM tem mais uma razão para comemorar: a mesatenista Marina Michelin aceitou a proposta do clube e segue em Piracicaba nesta temporada. Em 2016, a atleta venceu quase tudo o que disputou: campeã brasileira de seleções estaduais, vice-campeã brasileira de clubes, campeã brasileira de duplas e líder do ranking estadual, além da primeira colocação em duas categorias na Liga Paulista. Em 2015, Marina Michelin havia sido terceira colocada no Campeonato Brasileiro Individual de Inverno e campeã a Copa Brasil Sul-Sudeste (rating A).

Início