Tênis de Mesa

Quem manda em casa? CCP recebe Copa Brasil

Equipe mandante disputa evento com força máxima para encarar 'pressão'

Ediane Bresciani, atleta de tênis de mesa do CCP/APTM
Ediane Bresciani é um dos nomes fortes da equipe de tênis de mesa do CCP/APTM (Foto: Líder Esportes)

O Clube de Campo de Piracicaba recebe a partir desta quarta-feira (8) a primeira etapa da Copa Brasil Sul Sudeste de tênis de mesa, evento que reúne os principais jogadores do país. Os dois ginásios do clube serão utilizados para abrigar o evento, que reúne 500 competidores e termina domingo (12). A equipe do CCP/APTM/ETEC/Selam/Liceu joga em casa e os treinadores Fábio Lopes e Filipe Prando contam com força máxima, com destaque para cinco mesatenistas. A expectativa do CCP/APTM, que em 2016 recebe subvenção da Lei Pelé por meio da CBC (Confederação Brasileira de Clubes), não poderia ser diferente: garantir o maior número de medalhas possível.

500 atletas são aguardados para a disputa da Copa Brasil Sul Sudeste, que acontece no Clube de Campo de Piracicaba

Marina Michelin, que disputa a categoria absoluto A feminino, entra na mesa embalada após conquistar o título na última edição do Campeonato Brasileiro ao lado de Lívia Gomes, em Fortaleza. A mesatenista ressaltou a confiança para a disputa da primeira etapa da Copa Brasil Sul Sudeste em casa. “Nós estamos bastante confiantes, treinando firme. Jogar em casa tem aquela pressão, mas é sempre muito bom”, disse. Marina também destacou o próprio retrospecto e o nível do evento. “No ano passado, não fui muito bem nas Copas disputadas aqui. Não dá para garantir medalha na categoria principal, sempre vem atletas muitos fortes disputarem a competição aqui”, afirmou.

Thainá Gavá, que subiu para a categoria absoluto B, garantiu que prefere jogar em casa e está bastante focada para o torneio. “A gente já jogou ano passado e retrasado a competição em casa. Já sabemos como é o clima, prefiro jogar aqui”, disse Thainá. Confirmada nas categorias juvenil e juventude, Ediane Bresciani é outro nome de destaque no elenco do CCP/APTM. A atleta conseguiu a terceira colocação na categoria juventude feminino no último Campeonato Brasileiro e traçou como meta chegar entre as três primeiras colocadas na Copa Brasil.

“Espero conseguir bons resultados na minha categoria, quero chegar entre as três primeiras. Tem aquela pressão de jogar em casa, querer dar o melhor sempre. Portanto, tem de conseguir a medalha para representar bem a equipe”, afirmou Ediane. Principal nome da equipe na etapa de Brasília ao vencer as categorias juvenil e juventude, Isabela Cassemiro conta agora com o apoio da família para lidar com a pressão durante o torneio. “Pressão vai ter, em jogos assim o pessoal de fora vem assistir. Pelo fato de ser em casa, teremos o total apoio da família. A gente luta pelo título sempre, mas o meu objetivo é pelo menos o terceiro ou o segundo lugar”, disse a mesatenista.

Mayara Defavari, atleta de tênis de mesa do CCP/APTM

A atleta Mayara Defavari se diz pronta para brigar pela medalha de ouro em casa (Foto: Líder Esportes)

Revelação do CCP/APTM, Mayara Defavari conseguiu a medalha de bronze em Fortaleza (CE), resultado que serviu de estímulo para a atleta tentar o ouro em Piracicaba. “Eu prefiro disputar dentro de casa. Não quero mais ficar no bronze, meu objetivo agora é o ouro”, disse Mayara. Em 2016, ela já conquistou duas medalhes de bronze nas categorias mirim e infantil na Copa Brasil.

Na avaliação do técnico Filipe Prando, o torneio será ‘bastante complicado’, mas o treinador diz confiar na capacidade do elenco. “Embora seja em casa, é uma etapa nacional, será bastante difícil. O pessoal de São Paulo vem em peso pra cá. Nós temos bastante chance de conquistar medalhas, mas temos que jogar muito bem”, disse Prando, que enalteceu a presença de atletas de ponta no evento. “Piracicaba vai receber atletas da seleção brasileira em ano olímpico. Espero que o público compareça para assistir”, finalizou.

Início