Futebol

Procuradora do STJD dá palestra ao elenco

Colaboradora do LÍDER, Fernanda Bini conversou com os jogadores do XV

Fernanda Bini, colunista
A procuradora do STJD, Fernanda Bini, conversou com os atletas do Nhô Quim (Foto: Arquivo Pessoal)

O elenco do XV de Piracicaba participou segunda-feira (25) de uma palestra sobre doping com a procuradora do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) e colaboradora do LÍDER, Fernanda Bini. A atividade foi realizada antes do treino no estádio Barão da Serra Negra. No contato com os jogadores, a advogada ressaltou a importância do trabalho preventivo.

“Os atletas precisam ter consciência de que há muitas investigações. É interessante que eles saibam exatamente o que é uma violação antidoping, quais são as punições, como funciona um tribunal, o que eles podem perder com tudo isso e o que as substâncias podem causar, eventualmente, no corpo. Passei uma ideia geral do que acontece no mundo desportivo e onde eles podem encontrar a listagem de materiais proibidos”, disse Fernanda.

O gerente jurídico do XV, Ramon Bisson Ferreira, classificou o encontro como “fundamental” para os jogadores

A procuradora do STJD também explicou sobre as penalidades para o atleta flagrado. “Atualmente, são dez tipos de infrações. O que mais acontece é o uso e detecção da substância proibida no organismo. As penas, nestes casos, podem chegar a quatro anos. Então, o jogador já parte do princípio de que, se for punido, ficará quatro anos afastado. A partir disso, é averiguado se houve a intenção e se o atleta é culpado, para assim reduzir a penalidade”, afirmou.

O gerente jurídico do clube, Ramon Bisson Ferreira, classificou o encontro como “fundamental” para os jogadores conhecerem os deveres e os riscos de determinadas substâncias. “O controle é muito rígido e qualquer violação pode acarretar no fim de uma carreira. Ficamos muito felizes e agradecemos a presença da doutora Fernanda, que é uma das maiores especialistas no assunto”, elogiou.

Início