Opinião

Pra cima deles, XV!

Lembro-me como se fosse hoje o dia 29 de novembro de 2008. O jogo que era para ser de festa, no Barão da Serra Negra lotado, com 19.875 expectadores, tornou-se um pesadelo. O XV perdeu a final da Copa Paulista para o Atlético Sorocaba por 3×2, ao tomar o desempate nos acréscimos da partida.

Era editor de esportes do Jornal de Piracicaba e, como o empate garantia a taça, quando o duelo se encaminhava para o término, esperávamos com ansiedade o apito final para fazermos a edição histórica. Porém, um gol do rival aos 48min do segundo tempo decepcionou a todos. Um ‘Maracanazo’ no Barão. A felicidade de uma nação se resumiu à festa de cerca de 200 torcedores atleticanos, que nem bem sabiam o que estavam fazendo ali porque, dizem, mal conheciam o clube pelo qual ‘torciam’.

Ao deixar o estádio após aquela fatídica decisão, o torcedor quinzista se perguntava a todo o momento: como o time pôde perder a taça no último lance da partida? Era muito para um coração apaixonado pela camisa zebrada. Agora, porém, quase 96 meses depois, voltamos a sonhar com a Copa Paulista, já que nos encontramos muito perto de mais uma semifinal. E a lembrança de 2008 vem por dois motivos: o primeiro é que ganhamos a partida de ida com um gol nos acréscimos e aos 48mim, como foi há oito anos. E também porque agora, calejados pelo tempo, estamos prontos para sermos campeões ela primeira vez desta competição.

Tenho certeza de que ao entrar em campo, nesta sexta-feira, diante do Votuporanguense, no Barão da Serra Negra, o XV de Piracicaba, a diretoria e a torcida saberão como jogar e torcer. Aprendendo com os erros. Mesmo podendo perder pelo mesmo resultado que fez em Votuporanga, o Alvinegro não abrirá mão da vitória.

Depois, na semifinal, será outra história. Mas, vamos em busca do título. Uma conquista que seria mais do que merecida. Após passar por tudo o que o Alvinegro passou nesta temporada de 2016, por perdas irreparáveis e queda no Paulistão, seria lindo fechar o ano com mais uma taça para a galeria de troféus e uma vaga no Campeonato Brasileiro. É o que esperamos e confiamos!

Erivan Monteiro é jornalista e cronista esportivo

Início