Humor

Ponta Grossa

Destemidos e valentes, domingo de decisão com a cachaça na mão que fim de semana eu não trabalho. Operário? De segunda a sexta-feira, fiote! Romarinho fazendo gol de pênalti é igual a história de que o Saponga bateu com as botas: pode acontecer, mas você fica desconfiado e olhando de esgueio. Alô, XV! Dava para empatar em Brusque e voltar pra casa bebendo Lambrusque. A piada é boa! Ruim é ser japonês e morar em Ponta Grossa! E o Robston começou a ganhar um espaço no coração de quem é quinzista. Pelo que está jogando, vai ganhar o espaço que era do Magal.

Plantão Joaquim da Serra Negra informa: substituição no ataque. Sai Zé Mateus e entra Lucas Cunha. Que para jogar no Sul é bom ir de bigode! E o Carlos Alberto é o atacante mais injustiçado do XV. É imprensa que critica contratação, treinador que coloca cinco minutos e o rapaz consegue cutucar a rede. Alô, Márcio Fernandes! Dá uma oportunidade! O que atrapalha é o nome: Carlos Alberto, o popular Casalbé. Pense comigo, nego doido: o jogo é em Ponta Grossa, o que sugere piada. Ligou os pontinhos, capiau? A praça é nossa!

Teoria de Alcides: o XV perdeu em Brusque porque foi de avião; fosse de busão, metia uma sacola em Santa Catarina. Será? E o XV foi de ônibus para o Paraná. Menos o Caíque. O Caíque foi de carrinho. Não gostou da coluna? Pelo menos meu salário está em dia e tô produzindo mais que o Alex Willian. E bora subir no carro de pamonha desembestado que está passando em sua casa, mesmo que você more no Paraná! E andando sempre pra frente, outra vitória conquistar. Como diz o nosso hino!

Joaquim da Serra Negra é filho do Barão e torcedor fanático do XV

Início