Opinião

Planejamento

Em futebol, confunde-se planejamento com resultado.

O Corinthians começou o ano com o elenco menos equilibrado entre os quatro clubes grandes do Estado e contratou o desacreditado Jô, então faltava planejamento. O desconhecido Fábio Carille acertou a equipe, foi campeão paulista sobrando e fez o melhor primeiro turno da história do Brasileiro, o qual tem boa chance de conquistar, e aí dirão que foi o planejamento que funcionou. Mas, se perder, você já sabe: lá atrás, faltou planejamento.

O Palmeiras gastou o que não tinha, mas o que a Crefisa tinha, para encomendar pacotes de reforços que pareciam melhores do que são. Comprou o colombiano Borja pela excelente Libertadores que fez em 2016, quando disputou quatro partidas. O planejamento estava organizado para levar tudo, mas não vai ganhar nada, e no fim do ano irão dizer que a diretoria planejou errado.

O Santos é imune ao vício da falta de planejamento, porque planeja sempre igual: mantém dois ou três jogadores experientes, traz quatro ou cinco reforços mais ‘rodados’ e completa o plantel com os Meninos da Vila. Na base, ninguém planeja tão bem quanto o Santos. O São Paulo é quem chega mais perto, mas no futebol profissional, ninguém planejou 2017 tão mal quanto o São Paulo. No início do ano, o trabalho de Rogério Ceni foi carimbado como ‘inovador’. Depois, deu errado. A diretoria rabiscou o fracasso. Pode cair pela falta de planejamento.

No XV de Piracicaba, os dois últimos títulos não foram obra do planejamento. Em 2016, montou o elenco com o troco da padaria e faturou a Copa Paulista; em 2011, o então presidente Luis Beltrame disse às vésperas da Série A2: “O XV precisa se acostumar a jogar a Série A2 antes de pensar em acesso”. O contrário é igualmente válido: quantas vezes o ‘projeto’ deu errado? O ‘melhor elenco’ montado para a Série A1 acabou rebaixado em 2016; o ótimo time do Brasileiro não passou da primeira fase.

No futebol, planejamento serve apenas para diminuir a margem de erro. Não garante resultado nenhum.

Leonardo Moniz é jornalista e editor de conteúdo LÍDER

Início