Jiu-Jitsu

Piracicabano tem missão dupla no fim de semana

Guilherme Cardoso disputa torneio de submission amanhã e jiu-jitsu domingo

Guilherme Cardoso, atleta de jiu-jitsu da Equipe Felipe Vidal e o preparador físico Luiz Bustamante
Guilherme Cardoso treina em ritmo forte com o preparador Luiz Bustamante (Foto: Líder Esportes)

O piracicabano Guilherme Cardoso tem missão dupla neste fim de semana, em Águas de São Pedro, durante a disputa do Open Fight Festival. O atleta participa amanhã (2) da categoria -77 kg na competição submission e, no domingo (3), compete na divisão -76 kg faixa azul no torneio de jiu-jitsu. O evento ainda tem programados combates de muay thai e MMA (sigla em inglês para Artes Marciais Mistas). No ano passado, Cardoso conquistou o título na edição disputada em Brotas e agora tenta outro resultado positivo.

“A expectativa é boa, mas sempre com muito respeito aos adversários. Quero colocar em prática aquilo que estou treinando e chegar pouco a pouco, lutar com inteligência”, disse o atleta. Como vai lutar dois dias seguidos, Cardoso conta que tem trabalhado bastante o aspecto físico. “O Luiz (Bustamante, preparador) está me ajudando bastante na parte de resistência, o trabalho tem feito a diferença. Também estou treinando bastante a parte técnica, mesclando horários”, disse o piracicabano, que representa a Equipe Felipe Vidal.

RETROSPECTO

Guilherme Cardoso vai disputar o Open Fight Festival pela segunda vez na carreira e já conhece o sabor da vitória no torneio. A diferença é que, agora, ele compete pela faixa azul. “O primeiro campeonato que lutei não tinha categoria para o meu peso, então disputei uma categoria acima e acabei ganhando. Levei vantagem por causa da velocidade, ajudou bastante. Estou treinando muito o aspecto de resistência”, comentou o atleta, que venceu três lutas na edição de Brotas para ficar com o título.

Na atual temporada, ele participou de uma competição: a Copa Kings, em Piracicaba. Na ocasião, Cardoso perdeu a primeira luta na categoria, mas chegou às quartas de final no grupo absoluto. “Foi uma experiência importante, estreia na azul. Depois que venci a primeira luta, adquiri confiança e, mesmo não chegando à final, saí de cabeça erguida e com a certeza de que posso melhorar. O importante é treinar e estar com a cabeça focada no objetivo”, finalizou.

Início