Automobilismo

Piracicabano é tri brasileiro de autocross

Título foi conquistado no último fim de semana, em Cuiabá (MT)

Celso Mello, piloto piracicabano de autocross
Mello começou a correr por influência do pai, o também piloto Celso Silveira Mello (Foto: Engenho da Notícia)

O piracicabano Celso Meneghel Silveira Mello conquistou no último fim de semana, em Cuiabá (MT), o tricampeonato brasileiro de velocidade na terra, categoria também conhecida como autocross. “É o meu terceiro título e acho que o último é sempre o melhor, mas digo isso porque fiquei parado alguns anos e agora voltei para conquistar mais um campeonato”, disse emocionado. Os dois primeiros títulos nacionais do piracicabano foram conquistados nos anos de 2011 e 2012.

Para ficar com a taça em 2017, Mello precisou vencer apenas uma das quatro provas realizadas na última etapa da temporada. A rodada foi dupla e valeu pela 7º e 8º etapas do certame, cada uma com duas baterias. O piracicabano levou para o Mato Grosso boa vantagem na classificação geral contra concorrentes, os pilotos baianos Walter Hugo Ferreira e Ricardo Basso. Na sétima etapa, Mello ficou em quatro na primeira bateria e em terceiro lugar na segunda prova.

Nas corridas válidas pela oitava etapa, o piracicabano marcou a pole-position e venceu a primeira prova. Com o grid invertido para os quatro primeiros colocados, o piloto conquistou a terceira colocação na segunda bateria para se consagrar pela terceira vez como o melhor piloto do Brasil na categoria. “Gostaria também de aproveitar para agradecer a equipe Elias Racing, que fez um trabalho perfeito ao longo do ano. Sem eles, não teria alcançado essa conquista”, disse.

HISTÓRIA

Aos 42 anos, Celso Meneghel Silveira Mello é piloto desde adolescente. Celsinho, como também é conhecido, começou a correr por influência do pai, o também piloto Celso Silveira Mello, um dos veteranos do autocross no Brasil. “Fui tomando gosto pela velocidade, participando e assistindo meu pai. Na década de 1990, comecei a participar de alguns campeonatos no ECPA (Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo), ainda correndo de kartcross. É uma satisfação muito grande conquistar títulos na categoria em que se escolhe praticar”, afirmou.

Início