Ginástica Rítmica

Piracicabana chega à seleção brasileira adulta

Pela primeira vez, cidade tem representante na equipe nacional da modalidade

Nicole Pircio, atleta de ginástica rítmica da seleção brasileira
Aos 15 anos, Nicole Pircio é atleta de ginástica rítmica da seleção brasileira (Foto: Líder Esportes)

Pela primeira vez, Piracicaba tem uma representante na seleção brasileira adulta de ginástica rítmica. Aos 15 anos, Nicole Pircio Nunes Duarte está de mudança para Aracaju (SE), local em que irá treinar sob o comando da técnica Camila Ferezin. No esporte há cinco anos, Nicole começou no Colégio Tales de Mileto. Após saber pelo jornal que haveria uma seletiva na cidade para integrar a equipe de competição de Piracicaba, a atleta foi aprovada e passou a treinar com as professoras Helena Macchi e Mariana Winterstein.

O bom desempenho deu frutos quando Virgínia Nobre, técnica da equipe juvenil da Unopar (Universidade do Norte do Paraná), veio a Piracicaba para participar de um curso sobre a modalidade, em 2015. Nicole foi convidada a treinar em Londrina (PR) no ano seguinte. “O treino lá é mais puxado e o nível das competições que disputamos é mais alto. A minha base em Piracicaba foi muito importante. Sem ela, eu não teria chegado na seleção brasileira”, afirmou a piracicabana.

Nicole Pircio, atleta de ginástica rítmica da seleção brasileira

Nicole vai se mudar para Aracaju e treinar com a seleção brasileira adulta da modalidade (Foto: Líder Esportes)

Em 2016, Nicole disputou o Campeonato Brasileiro em Florianópolis (SC). Camila Ferezin, treinadora da seleção brasileira, acompanhou o evento e a convidou para participar da seletiva para a equipe nacional. O teste reuniu mais dez atletas e foi realizado em dezembro, durante duas semanas, no Sergipe. “Fiz o teste com as meninas e depois de uma semana saiu o resultado. A Marcinha (coordenadora da Unopar) contou para minha mãe, que me deu a notícia. Eu fiquei muito feliz, é um sonho que eu tinha. Meu objetivo agora é disputar as Olimpíadas em 2020”, contou Nicole.

Em Aracaju, a piracicabana irá treinar de segunda-feira a sábado, das 8h às 18h. A dedicação exclusiva à ginástica rítmica inclui trabalhos de balé, ensaio de séries, fisioterapia e preparação física. Em 2018, ela poderá ser relacionada para disputar as etapas da Copa do Mundo e o Mundial da modalidade. “Em casa, eu sempre tentava imitar o que via na TV. Na escola, me disseram que eu tinha talento. Em Piracicaba me apaixonei pela ginástica e em Londrina comecei a treinar em alto nível. Acho que é possível ir mais longe se eu me dedicar. É algo que exige disciplina, não pode ter exageros, mas sei bem aonde quero chegar”, completou.

Início