Automobilismo

Piracicaba recebe maior evento nacional do drift

Super Drift Brasil inicia temporada neste domingo no ECPA; conheça o esporte

Super Drift Brasil - ECPA
A prova deste domingo abre a temporada 2017 da competição nacional (Foto: Sergio Teramoto/Divulgação)

O autódromo do ECPA (Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo) recebe neste fim de semana a etapa de abertura do Campeonato Brasileiro de Drift 2017. A prova que dá início ao calendário acontece domingo (9), em Piracicaba. O evento, chamado de Super Drift Brasil, é o maior da categoria no país. Criada em 2015, a competição nacional é homologada pela CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo). No ano passado, a prova levou aproximadamente 5.000 pessoas ao autoclube piracicabano.

Em 2016, o título de campeão brasileiro ficou com Diego Higa, que também venceu em 2015. O atual vice-campeão é Claúdio Filho. Neste ano, o formato do torneio será repetido: são cinco etapas previstas para a temporada. “É a maior competição de drift do país e para o ECPA é uma honra realizar a prova. No ano passado, recebemos as provas da segunda etapa com muito sucesso, pois contamos com uma recepção calorosa do público”, afirmou a empresária Daniella Giannetti.

A programação está marcada para começar às 11h, com previsão de encerramento às 18h. De acordo com a organização, a entrada do público será realizada pela portaria em que está localizado o estacionamento. Os ingressos custam R$ 15, enquanto o estacionamento para carros e motos tem o valor diário de R$ 20. Não pagam as crianças com menos de 11 anos acompanhadas de adulto pagante, idosos acima de 65 anos e deficientes físicos. A apresentação de documento é obrigatória.

ENTRETENIMENTO

Diferente do que se pode imaginar, o drifting é uma competição de carros em que não se busca apenas cravar o tempo mais rápido ou atingir o maior limite de velocidade. Nesta modalidade, outros fatores têm maior importância – ângulo, velocidade de entrada do drift e proximidade em relação ao clipping point. Ângulo, aqui, é referência à inclinação do carro em relação ao traçado do circuito; quanto mais inclinado, mais espetacular é a manobra.

A velocidade de entrada também é importante, porque faz com que a derrapagem seja mais intensa. Os clipping point são balizas, geralmente cones, colocados em espaço da pista em que a arbitragem julga encontrar as manobras perfeitas – quanto mais próxima é feita a manobra em relação a estas balizas, maior é a pontuação alcançada pelos pilotos. Mas, de onde é que surgiu esta competição tão diferente?

Os diferenciais precisam estar bloqueados para que as duas rodas traseiras girem

O drift foi criado no Japão entre as décadas de 1970 e 1980. A modalidade começou a ser praticada sobretudo por pilotos amadores. No Japão, as estradas são mais estreitas e curtas comparadas às americanas e europeias. Devido à fiscalização policial, os corredores decidiram praticar o esporte em estradas de montanha. As curvas fechadas e a ausência de trânsito permitiam realizar derrapagens, proporcionando manobras espetaculares. Foi nestas estradas de montanha que surgiu o nome de Keiichi Tsuchiya.

O piloto japonês foi o protagonista de um dos primeiros vídeos de ‘drifting’ que circulou pela internet e ganhou admiradores em todo o planeta, além de inspirar novos pilotos da modalidade. Não demorou para que o esporte começasse a ser organizado por federações: em 1988, no Japão, aconteceu o primeiro campeonato oficial de drift; nos Estados Unidos, a primeira competição foi realizada em 1996. Desde então, o crescimento é constante e se justifica tanto pela beleza da manobra quanto pelo ambiente de ‘rua’.

Mas, que tipo de preparação necessita um carro para participar deste esporte? O primeiro e mais importante é a tração traseira, o que não significa que os carros com tração dianteira não possam realizar o drifting, porém, as manobras não fluem da mesma maneira. Os diferenciais precisam estar bloqueados para que as duas rodas traseiras girem ao mesmo tempo e quanto mais dura a suspensão, melhor. Os pneus também precisam ser duros: quanto menor a aderência, maior o poder de derrapagem.

Super Drift Brasil - ECPA

A expectativa é de casa cheia neste fim de semana em Piracicaba (Foto: Sergio Teramoto/Divulgação)

Início