Kickboxing

Piacentini é valente, mas perde final por pontos

Piracicabano mostra muita garra no WGP 29; Carol Bartier vence Superluta

Gustavo Piacentini, lutador de kickboxing de Piracicaba
Gustavo Piacentini derrotou Bruno Cerutti na estreia do WGP 29, no Paraná (Foto: WGP/Facebook)

Gustavo Piacentini foi derrotado por Hector Santiago na decisão da categoria 60 kg (K1) no WGP 29, principal competição do circuito latino-americano profissional de kickboxing. O piracicabano estreou com vitória sobre Bruno Cerutti, mas perdeu a final – as duas lutas tiveram decisão unânime dos juízes. A competição foi realizada no último sábado (9), em Maringá (PR). A vitória credencia Santiago para desafiar Paulo Tebar, atual campeão da categoria. A 30ª edição do WGP acontece dia 7 de maio, em São Bernardo do Campo.

“Infelizmente, não foi o resultado que eu gostaria, mas vou voltar ainda mais forte. Tenho plena confiança em meu trabalho”, disse Piacentini, que é recordista de títulos dos Jogos Abertos do Interior e tricampeão da Copa do Brasil. Na estreia, o piracicabano venceu Cerutti em combate truncado. A final foi decidida nos detalhes. Santiago venceu o primeiro round, mas Piacentini dominou o terceiro assalto – o segundo foi o mais equilibrado. Na interpretação dos juízes, melhor para o lutador de São Paulo, que havia eliminado Rafael Coruja na primeira luta.

NOCAUTE

Além de contar com Piacentini no card principal, Piracicaba foi representada por Carol Bartier na Superluta. A atleta não tomou conhecimento de Fran Callegari e nocauteou a paranaense pela categoria  60 kg (K1). “Agradeço todos que estiveram comigo e me apoiaram. Obrigada a todos que torceram e mandaram energias positivas, sem vocês eu não sou nada”, escreveu a lutadora nas redes sociais.

Início