Kickboxing

Piacentini busca o tetra na Copa do Brasil

Lutador piracicabano tenta o quarto título da competição em São Paulo

Gustavo Piacentini, atleta de kickboxing
O lutador piracicabano Gustavo Piacentini em treino realizado no início da semana (Foto: Líder Esportes)

Tricampeão da Copa do Brasil, Gustavo Piacentini inicia no próximo domingo (4), em São Paulo, a busca pelo quarto título da competição nacional. Atual campeão, o lutador vai disputar a categoria 63,5 kg (low kicks) no evento, que termina dia 7. A Copa do Brasil é o primeiro dos três títulos que Piacentini busca no segundo semestre – o atleta disputa ainda os Jogos Abertos do Interior e, em outubro, viaja ao México para o Campeonato Pan-americano, que será realizado em Cancún.

“Eu me cobro muito, quando você se torna campeão, passa a ter a responsabilidade de defender o título”, disse o lutador. A Copa do Brasil será a primeira competição importante após a derrota sofrida no WGP 31, em Piracicaba. Piacentini admite que ficou decepcionado com o revés para o boliviano Renzo Martinez e demorou para recuperar a ambição. Revigorado, o atleta encara o próximo evento como chance de ‘lavar a alma’. “A cobrança comigo mesmo é maior. Pensei muito, derrotas acontecem. É passado. Nada melhor do que um título para mostrar o que sei”, disse.

CONCENTRAÇÃO

Recordista de títulos dos Jogos Abertos do Interior, o piracicabano sabe que é o nome a ser batido na Copa do Brasil, mas enxerga a situação como positiva. Segundo Piacentini, o desafio é colocar em prática o que sabe para conquistar o tetracampeonato em São Paulo. “Permanecer no topo é muito mais difícil do que chegar lá. Nunca perdi duas competições seguidas em minha carreira e vou me esforçar ao máximo para defender o título. Seja quem for, vou respeitar meu adversário, mas estou preparado para fazer ele passar aperto”.

De olho na Copa do Brasil, o atleta sabe que para triunfar terá de ‘deixar de lado’ os Jogos Abertos e o Pan. “Eu sempre tento pensar na próxima competição e ponto final. A Copa do Brasil é muito importante neste momento. Vencer pode me dar uma motivação e confiança muito maior, assim como entrar desconcentrado e perder poderia prejudicar. A Copa do Brasil não é preparatória, vou para vencer”, garantiu Gustavo Piacentini.

Início