Futebol

Perto de ‘recorde’, técnico pede ‘pé no chão’

XV tenta repetir feito de 2008; equipe perde jogo-treino para São Carlos

XV de Piracicaba
O XV de Piracicaba volta a campo no dia 26 contra o Bragantino (Foto: Mauricio Bento/Líder Esportes)

Invicto há sete jogos, o XV de Piracicaba do técnico Cléber Gaúcho está perto de repetir o melhor início de Copa Paulista da história do clube. Em 2008, o Alvinegro conquistou a marca de dez partidas sem perder sob o comando do treinador Carlos Alberto Soave, o Betão. Naquela edição, o Nhô Quim ficou com o vice-campeonato. A invencibilidade em jogos-treinos, porém, acabou nesta sexta-feira (19), com a derrota por 2×1 para o São Carlos, no estádio Barão da Serra Negra – o gol foi marcado por Romarinho. A equipe entrou em campo com Douglas; Raulen, Nando, Neto e Cléber; Rodrigo, Fraga e Medina; Bruninho, Rafael Gomes e Dairo.

Apesar de não trabalhar com números, Cléber Gaúcho exalta o atual grupo de jogadores. “É tudo fruto e mérito daquilo que os atletas fazem dentro de campo. Não me preocupo tanto com as estatísticas, mas claro que é legal atingir marcas. Mesmo assim, o principal aqui é o desempenho e ter um elenco onde todos são valorizados. Portanto, eu costumo utilizar uma escalação alternativa quando conseguimos antecipar a classificação para fases seguintes”, disse.

RECORDE

Caso não sofra gols contra o Bragantino, o time alvinegro iguala a campanha de 2011, ano em que a equipe comandada por Moisés Egert ficou oito jogos invicta. Em termos de aproveitamento, porém, o elenco de Cléber Gaúcho é superior – cinco vitórias contra quatro do time de 2011. Peça fundamental, o zagueiro Cunha também avaliou o momento vivido pelo XV. “É legal porque todo mundo está se dedicando e busca deixar o seu nome aqui no clube. O pessoal de 2008 fez a história deles e nós queremos fazer a nossa”, comentou.

A possível marca de melhor início na história da Copa Paulista foi ressaltada pela diretoria. “Ainda temos três jogos pela frente e temos que respeitar os adversários, mas a campanha já é muito boa e está deixando o torcedor feliz, principalmente pela raça dos jogadores em campo. Estamos satisfeitos, torcendo para as vitórias virarem rotina e assim a invencibilidade ser mantida por um bom tempo ainda”, disse o vice-presidente do clube, Ricardo Moura.

Início