Futebol

‘Pé quente’, Narciso vê XV desencantar em casa

Fabinho marca duas vezes na virada sobre o Red Bull, por 2x1, em Piracicaba

XV de Piracicaba 2x1 Red Bull (Daniel Damião)
O XV finalmente desencantou no Paulistão: virada sobre o Red Bull no Barão (Foto: Michel Lambstein)

Narciso chegou ao Barão da Serra Negra no intervalo do jogo entre XV e Red Bull, válido pela quinta rodada do Paulistão. Àquela altura, o time piracicabano perdia o jogo. Mas a chegada do novo comandante ao estádio trouxe uma dose de ‘sorte’ ao Nhô Quim. Com dois gols de Fabinho, o segundo deles uma pintura em cobrança de falta, o Alvinegro derrotou neste sábado (20) o Red Bull por 2×1. Méritos também para o interino Ronaldo Guiaro, que mexeu bem no time após o intervalo. O resultado coloca o XV provisoriamente na terceira colocação do Grupo C, com cinco pontos – Ferroviária e Audax lideram com nove -, e fora da zona de rebaixamento na classificação geral (12º lugar).

Fabinho fez os dois gols da vitória quinzista por 2×1 contra o Red Bull no Barão

À espera de Narciso, técnico contratado para substituir Claudinho Batista, o XV foi dirigido pelo interino Ronaldo Guiaro, que mexeu na configuração tática do time. Lucas Pavone ganhou a vaga de Julinho na lateral esquerda, enquanto Clayton deixou o volante Léo Salino no banco de reservas. O meio-campo foi escalado com dois homens de criação – Gilsinho e Gerson Magrão – e o ataque tinha Fabinho e Rivaldinho. Titular nos quatro jogos anteriores, Rodrigo Silva sequer ficou entre os suplentes.

XV e Red Bull começaram a partida cautelosos. O Nhô Quim controlou a posse de bola e tomou a iniciativa, mas não foi incisivo para atacar. Já o time visitante, que no papel tinha três atacantes, passou os 20 minutos iniciais recolhido no campo de defesa, aguardando um vacilo da marcação adversária. A cautela era tanta que a primeira chance de gol surgiu apenas aos 27min. Fabinho percebeu os dois zagueiros adiantados e deu um tapa pelo alto, deixando Rivaldinho na cara do goleiro Saulo. O camisa 9 do time piracicabano, contudo, não aproveitou o fato de estar livre e bateu mascado para fora.

O Red Bull não demorou para responder. Aos 32min, Igor Sartori foi até a linha de fundo e cruzou na medida para Edmilson, que cabeceou com perigo à direita de Bruno Brígido. A igualdade no placar, porém, foi quebrada após um erro individual do XV. Fabinho recuou a bola para Magal, que dormiu no ponto e perdeu para Maylson. Fábio Sanches chegou para tentar o corte, mas Maylson ganhou outra dividida e serviu Roger. O atacante levou a melhor na disputa com Magal, que tinha se recuperado no lance, e bateu forte. O desvio em Heitor matou Bruno Brígido: 1×0. A vantagem do Red Bull poderia ter sido ainda maior no intervalo, caso Willie tivesse aproveitado outra bobeira quinzista no lance seguinte.

DSC_0001

Novo técnico do XV, Narciso chegou no intervalo ao Barão da Serra Negra: pé quente (Foto: Líder Esportes)

ALTERAÇÃO

Já com Narciso nas tribunas, o XV voltou com uma novidade do vestiário para o segundo tempo: Gerson Magrão saiu para a entrada de Henrique Santos. O atacante, porém, foi posicionado ao lado de Gilsinho no meio-campo. Obrigado a reagir, o Nhô Quim partiu para o ataque. A primeira oportunidade veio aos 5min, quando o lateral Lucas Pavone emendou um chute forte de fora da área e exigiu boa defesa de Saulo. Aberto, o time piracicabano deixou espaços para o contragolpe do Red Bull, que criou três chances antes do relógio completar 15min. Envolvido em todas, Roger pediu pênalti na primeira, furou ao tentar completar o cruzamento de Luan na segunda e acertou a trave de Bruno Brígido em bela finalização de pé esquerdo na terceira.

Ronaldo Guiaro fez a segunda modificação logo na sequência e tirou o outro armador de ofício, Gilsinho, para lançar Patrick. A estrela do técnico não demorou um minuto sequer para aparecer: aos 18min, Patrick começou de calcanhar a jogada que chegou aos pés de Henrique Santos já dentro da área. Bem colocado, Fabinho aproveitou o cruzamento e escorou para o fundo da rede: 1×1. Quatro minutos depois, veio a virada. Fabinho cobrou falta de forma magistral da intermediária e acertou o ângulo de Saulo: 2×1.

Sem perder tempo, Guiaro fechou o time com Léo Salino no lugar de Rivaldinho. O Nhô Quim ainda criou uma oportunidade com Clayton, que exigiu outra ótima intervenção de Saulo, enquanto o Red Bull reclamou de um gol corretamente anulado de Roger. Mas não havia tempo para mais nada. A noite foi do XV, agora com Narciso no comando.

FICHA TÉCNICA

XV DE PIRACICABA

2   XV DE PIRACICABA

Bruno Brígido; Daniel Damião, Fábio Sanches, Heitor e Lucas Pavone; Clayton, Magal, Gerson Magrão (Henrique Santos) e Gilsinho (Patrick); Fabinho e Rivaldinho (Léo Salino). Técnico: Ronaldo Guiaro

1   RED BULL

Saulo; Everton Silva, Anderson Marques (Arthur Caculé), Diego Sacoman e Breno Lopes; Luan, Igor Sartori (Rafael Costa) e Mayolson; Edmilson, Willie (Maxwell) e Roger. Técnico: Maurício Barbieri

Gols: Roger (RBB) aos 35min/1ºT; Fabinho (XV), aos 18min e aos 22min/2ºT | Árbitro: Márcio Henrique de Gois | Cartões amarelos: Fábio Sanches (XV); Anderson Marques e Everton Silva (RBB) | Público: 4.871 presentes | Renda: R$ 49.325,00

Início