Taekwondo

Ouro em Londres, argentino treina em Piracicaba

Em busca do bi olímpico, Sebastián Crismanich faz treino com Guilherme Félix

Sebastián Crismanich, campeão olímpico de taekwondo, e Guilherme Félix, atleta do CAR Dojan Nippon
Sebastián Crismanich ao lado de Guilherme Félix no Ginásio do Jaraguá (Foto: Líder Esportes)

Atual campeão olímpico na categoria -80 kg, o argentino Sebastián Crismanich treinou nesta terça-feira (19) em Piracicaba, no Ginásio de Lutas e Artes Marciais do bairro Jaraguá. Medalha de ouro em Londres 2012, Sebastián busca a classificação para os Jogos Olímpicos deste ano, no Rio de Janeiro. O argentino está na cidade acompanhado do técnico e irmão Mauro Crismanich, bronze no Mundial 2009, para treinar ao lado de Guilherme Félix, atleta de Piracicaba que também busca vaga olímpica, mas na categoria +80 kg.

Guilherme Félix decide a vaga olímpica no dia 14 de fevereiro, no   Rio de Janeiro

Sebastián, que já defendeu Piracicaba em competições oficiais, deve ficar mais dez dias em fase de treinamento no Brasil antes de viajar para EUA e Canadá, onde disputa uma série de torneios preparatórios. O argentino disputa a vaga para os Jogos Olímpicos no dia 10 de março, no México. “A equipe de Piracicaba (Dojan Nippon) é muito boa, de ótimo nível técnico. Já conhecia o Fred (Mitooka, treinador), a Hellorayne (Paiva, atleta) e o Guilherme. A estrutura para treinar aqui também dá um certo conforto”, elogiou.

Guilherme Félix, que decide a vaga olímpica no dia 14 de fevereiro, encara a visita de Sebástian como ‘algo a mais’ na reta final de preparação. O lutador de Piracicaba ressalta a postura do campeão olímpico. “A presença dele interfere muito na motivação, é muito diferente. Aprendo todo dia vendo como o Sebastián encara cada situação”, afirmou. “A classificação para a fase final da seletiva me deu muita confiança no trabalho que estou fazendo. Agora é encarar com muita seriedade e quem errar menos vai levar (a vaga). Quero chegar com 110% de minhas possibilidades na última etapa”, disse Félix.

REALIZADO

DSC_0107

Sebastián já defendeu Piracicaba em Jogos Abertos e Regionais (Foto: Líder Esportes)

Perguntado sobre o que havia mudado em sua carreira após o ouro em Londres, Sebastián relatou a satisfação pessoal, mas admitiu que a falta de apoio e de estrutura para treinar dificultou o caminho até a medalha olímpica. “É um sonho cumprido, ir dormir sabendo que você conseguiu tudo o que mais desejava na vida. Não há muitos atletas que conseguem esse sonho, mas também não posso achar que já ganhei tudo. Eu quero mais. Quero buscar mais coisas para o meu esporte e para a história do meu país. Quero repetir o ouro e vou dar o máximo para conseguir”, declarou o argentino.

“No nosso esporte, você primeiro tem que tocar o céu com as duas mãos para depois chamar atenção de patrocinadores e para o governo colaborar 100% com o seu treinamento. É lamentável isso, mas…”, contou Sebastián, que aposta no sucesso de Guilherme nas Olimpíadas. “Ele está muito perto de conseguir o objetivo. O caminho é duro, mas hoje ele é um dos melhores do mundo. Há pouca diferença entre os melhores, são detalhes que decidem tudo. Tenho certeza que posso ajudá-lo, assim como ele pode me ajudar nessa caminhada rumo ao Rio de Janeiro”, completou.

Início