Opinião

O futuro do XV de Piracicaba está na base!

O XV de Piracicaba vem procurando melhorar as categorias de formação há algum tempo. Lógico que o investimento é pequeno, se falarmos em dinheiro, mas se analisarmos pelo percentual arrecadado pelo clube, passa a ser um valor considerável. Só reclamar de falta de dinheiro não adianta, o clube tem que buscar alternativas. E isso o XV vem fazendo. Recentemente, o clube, via Associação Amigos do XV, teve aprovado o projeto da Lei Paulista de Incentivo ao Esporte, que deve gerar uma receita de R$ 397 mil por ano para o time sub-20. O XV também conquistou o Certificado de Clube Formador, algo que ajuda a não ficar “chupando o dedo” quando um atleta jovem deixa a agremiação. Enfim, “a semente está plantada e sendo cuidada, uma hora dará fruto”.

Se a ordem é revelar jogadores, com certeza os bons resultados obtidos dentro de campo colaboram para isso. Alguém se recorda quando foi que o time sub-15 do XV de Piracicaba realizou uma campanha onde tivesse condições de se classificar para a terceira fase, com duas rodadas de antecedência? Eu não me lembro. Em parceria com o Palmeiras, dois atletas foram para o clube da capital paulista. Quando se profissionalizarem, o Alvinegro terá uma parte dos direitos econômicos.

É desta forma que se revela. Jogador sai do interior para um clube grande e depois para o mundo. Que mais parcerias como esta possam acontecer. Olho vivo no time sub-15. A equipe comandada pelo técnico Alexandre Torrezan, o Xandão, lidera o Grupo 14 do Campeonato Paulista. Restam dois jogos em casa e um fora. Falta pouco para o XV ficar entre as 16 melhores equipes de uma competição que iniciou com 66 times. Se o primeiro semestre foi de dor para o torcedor, que o segundo possa ser de alegrias. Na base e no profissional.

Marcelo Sá é radialista e jornalista na Rádio Jovem Pan News Piracicaba

Início