Karatê

Natalia avalia desempenho: ‘Caminho certo’

Atleta piracicabana busca o título do Aberto da Hungria, em Budapeste

Natalia Brozulatto, atleta de karatê da academia Sport Way
Natalia Brozulatto busca agora o título do Aberto da Hungria, em Budapeste (Foto: Mauricio Bento/Líder Esportes)

Uma vitória, um empate e uma derrota. Assim foi a participação de Natalia Brozulatto em Leipzig, na Alemanha, pela sexta etapa da Premier League, a Liga Mundial de Karatê. A atleta estreou com o triunfo sem dificuldades contra a polonesa Iga Butrym, pelo placar de 9×0. Nas oitavas de final, Natalia enfrentou a japonesa Kayo Someya, medalhista no último mundial, e acabou derrotada por 2×0. Com a classificação da asiática para a final, a brasileira foi para a repescagem e enfrentou a turca Seyda Burucu. Após sair perdendo, Natalia empatou em 1×1, mas o resultado não foi suficiente para evitar a eliminação.

“Não estou satisfeita com o resultado, mas também não estou tão insatisfeita assim com o meu desempenho. Claro que o pensamento sempre é o pódio, mas é preciso calma para analisar, tanto na vitória quanto na derrota. Sinto que tive uma atuação boa, comecei vencendo bem a polonesa, depois enfrentei a japonesa e sabia que seria uma luta muito dura. A Kayo Someya já foi campeã do mundo. Tive a convicção de um ponto meu no início da luta, mas isso não desmerece em nada a vitória de minha adversária”, disse Natalia.

CONTINUIDADE

“Ela não está satisfeita, mas tem consciência que fez uma boa luta e que tem condições de brigar por medalha. Não podemos nos conformar, mas o caminho é o correto”, afirmou o Diego Spigolon, treinador da seleção brasileira e da equipe piracicabana Sport Way/Selam/JF Comercial/Apreciate/Vertra/Tokaido. Após o evento na Alemanha, Natalia Brozulatto já está na Hungria para a disputa do Open de Budapeste, no próximo fim de semana.

A ‘saga’ pelo Velho Continente termina com a etapa de Istambul (Turquia) da Liga Mundial. Natalia, que é terceiro sargento do Exército Brasileiro, é a atual campeã dos Jogos Pan-Americanos e compete na categoria -68 kg. “Sigo de cabeça erguida, entendendo que é preciso corrigir alguns erros, mas com a consciência tranquila de que estou segura e acreditando que o caminho é esse”, escreveu a atleta em sua página oficial no Facebook.

Início