Judô

Motivado, Denardi confirma presença no Mundial

Atleta da academia Heisei vai aos EUA e disputa competição pela primeira vez

Marcelo Denardi, atleta de judô da academia Heisei
Marcelo Denardi, durante treino realizado nesta terça-feira (17) na Heisei (Foto: Líder Esportes)

“Minha maior motivação é aprender cada vez mais”. Aos 47 anos, Marcelo Denardi já ganhou quase tudo que disputou no judô. O currículo é recheado de títulos: hexacampeonato paulista, tetra brasileiro, tri da Copa São Paulo, campeão pan-americano e medalha de prata no Sul-americano. Mas é neste ano que o judoca da academia Heisei vai encarar aquele que pode ser considerado o maior desafio da carreira. De 18 a 24 de outubro, Denardi vai aos EUA para disputar pela primeira vez o Campeonato Mundial máster – categoria pesado (+100 kg) para atletas entre 44 e 49 anos.

A parceria entre Beninho e Denardi começou na temporada de 2006

O evento será realizado dentro de oito meses em Fort Lauderdale, na Flórida. Antes, o atleta tem outras três competições importantes na agenda: a Copa São Paulo, em São Bernardo do Campo, no mês de abril; o Campeonato Paulista de Veteranos, na cidade de Amparo, em junho; e o Aberto do Brasil, que acontece em setembro, em Salvador. Todos eles contam pontos para o ranking nacional da categoria – Denardi é o atual terceiro colocado.

Natural de Cerquilho, o judoca treina cinco vezes por semana, com carga diária de quatro horas – duas com o preparador físico Lucas Ribeiro e outras duas no tatame. O trabalho técnico, aliás, se divide entre três cidades. “Treino uma vez aqui (academia Heisei), três vezes por semana em Cerquilho e uma vez em São Paulo. Exige muita dedicação, mas amo o que faço”, disse Denardi. Em Piracicaba, ele treina com o técnico Beninho Mattos. Além da parte técnica, o treinador também cuida do aspecto psicológico.

“É meu primeiro Mundial, então tenho sim uma ansiedade. O Beninho sempre coloca que eu mereço estar lá pelo meu trabalho, isso passa confiança. Tenho condições de chegar na final e, quem sabe, trazer o título para casa”, contou o atleta, que conhece bem as principais dificuldades que terá nos EUA. “Os principais adversários são os europeus, principalmente os russos. Eles têm como característica a força, são muito fortes. Vou tentar surpreender na parte técnica, nos detalhes”, completou Denardi.

HISTÓRICO

A parceria entre Beninho e Denardi começou em 2006, graças à indicação de um amigo em comum para o atleta treinar em Piracicaba. Desde então, foram várias conquistas importantes, mas uma delas tem lugar especial na memória do judoca: o Campeonato Pan-americano de 2011, em Porto Alegre. “Fiz a final contra o Efren Mendez, que foi da equipe nacional da Venezuela. Foi um adversário muito difícil, ganhei por uma vantagem mínima, foi uma luta tensa. Quando você enfrenta algum estrangeiro, dá mais vontade de vencer. Ainda mais quando é alguém do ‘naipe’ dele”, afirmou Denardi. A expectativa, agora, é derrubar os ‘gringos’ também no Mundial.

Início