Ginástica Artística

Meta cumprida: Diogo brilha; Daniel realiza sonho

Atleta vence quase tudo em ano de transição e treinador arbitra nas Olimpíadas

Equipe Academia Pira Olímpica
A equipe da academia Pira Olímpica posa para a foto: objetivos cumpridos (Foto: Leonardo Moniz/Líder Esportes)

Com o encerramento do calendário competitivo, Diogo Soares e Daniel Biscalchin, atleta e técnico da academia Pira Olímpica, podem afirmar que cumpriram os objetivos traçados ao longo da temporada. O primeiro, que passou a disputar eventos na classe juvenil (14 a 17 anos), confirmou as expectativas e voltou a ganhar praticamente tudo que disputou na ginástica artística. Já o treinador realizou um sonho particular: Biscalchin foi convocado para atuar como árbitro nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Ano entra, ano sai, Diogo Soares continua impossível. Depois de largar com o vice-campeonato paulista geral, o ginasta piracicabano se sagrou campeão brasileiro juvenil, em Belo Horizonte (MG). O atleta ainda encerrou o Campeonato Pan-americano juvenil em quinto lugar na classificação individual geral. A competição foi disputada na cidade de Sucre, na Bolívia. O resultado foi considerado ‘excelente’ pelo técnico – aos 14 anos, Diogo competiu na categoria sub-18 e se classificou para as finais em quatro aparelhos: barra fixa, paralelas, salto e solo. “Foi ótimo, principalmente considerando a idade. Nas finais, como estava previsto, seria muito difícil medalhar”, elogiou.

Representando a cidade nos Jogos Abertos do Interior, Diogo se juntou a Eduardo Leite, Felipe Augusto e Gabriel Cerqueira para conquistar o título em São Bernardo do Campo. O destaque, como era previsível, foi Diogo: o ginasta trouxe para casa oito medalhas de ouro. Além de campeão por equipe e individual geral, Diogo venceu nos seis aparelhos – argolas, barra, cavalo, paralelas, salto e solo. No Campeonato Brasileiro Infantil, deu a lógica mais uma vez: Diogo não deu qualquer chance aos adversários e faturou sete medalhas de ouro.

SUL-AMERICANO

Defendendo o Brasil, o atleta foi campeão sul-americano infantil e juvenil de ginástica artística. A conquista aconteceu na cidade de Cochabamba, na Bolívia, e teve sotaque caipira no pódio: Diogo Soares ganhou quatro medalhas na competição. O resultado positivo alcançado pelo atleta da academia Pira Olímpica arrancou elogios do técnico e mentor do ginasta, Daniel Biscalchin. “Foi o primeiro ano do Diogo na categoria juvenil e conseguimos um bom resultado. A margem de progressão dele é muito grande”, completou o treinador.

Início