Kickboxing

Isaias busca título paulista: ‘Responsabilidade’

Lutador de Piracicaba muda planejamento e tenta primeira conquista do ano

Isaias Silva, lutador piracicabano de Kickboxing
Isaias se prepara antes do treino: atleta quer 2017 vitorioso (Foto: Leonardo Moniz/Líder Esportes/Orientec)

Isaias Silva disputa nesta sexta-feira (21), em Itu, o Campeonato Paulista de Kickboxing 2017. Buscando o primeiro título do ano, o atleta participa da categoria light contact⁠⁠⁠⁠ (57 kg) tatame. A competição estadual inicia uma sequência de quatro eventos importantes que o lutador terá em 2017: Brasileiro, Sul-Americano e Mundial. O cronograma de Isaias ainda tem reservado para o mês de agosto uma intertemporada de um mês fora do país – o local ainda não está definido. No exterior, o atleta de Piracicaba vai treinar e deve realizar pelo menos uma luta profissional.

Confiante, Isaias diz que entra no Campeonato Paulista com a responsabilidade de brigar pelo título. Atual campeão pan-americano, o lutador coleciona quatro títulos nacionais e da Copa do Brasil, além do Sul-Americano. A experiência, segundo ele, diminui a ansiedade para a luta, porém, a bagagem recheada de conquistas faz do atleta piracicabano favorito ao Estadual, o que aumenta sua responsabilidade na competição desta sexta-feira.

“Em relação à ansiedade, está tudo sob controle, com o tempo você vai se acostumando. Estou me preparando bastante, tanto no treino físico quanto no técnico, para fazer a diferença no Paulista”, disse. “A confiança é grande, mas isso também gera muita responsabilidade. Muitas pessoas se espelham em mim, em meu trabalho, então tenho que cada vez mais fazer o melhor em cada evento, me preparar cada vez mais para que saia tudo certo”, afirmou Isaias.

MUDANÇA

Ao contrário do que havia planejado no início do ano, quando decidiu priorizar os eventos de ringue, o lutador vai seguir dando preferência aos torneios disputados no tatame. A mudança de planos foi definida após o Camp Internacional de Kickboxing, realizado no Ginásio de Lutas e Artes Marciais, em Piracicaba. “A visão agora é outra. Vou priorizar a categoria light contact, pois tenho muitas chances de lutar o Mundial na categoria. Depois do Camp Internacional, tive que mudar e focar no tatame, mas no ringue farei algumas lutas profissionais. Muitas coisas boas estão por vir”, concluiu.

Início