Opinião

Hora de decisão!

Encerrada a fase de classificação, o Campeonato Paulista chega ao momento mais empolgante: os mata-matas. Agora, faltam 14 partidas para se conhecer o campeão de 2017. Teoricamente, os quatro grandes são os favoritos diante dos chamados pequenos. Digo teoricamente porque ano passado o Audax, que, diga-se de passagem, foi um dos rebaixados deste ano, eliminou o Corinthians nas semifinais e chegou à decisão diante do Santos.

Os confrontos entre Corinthians e Botafogo, São Paulo e Linense, Palmeiras e Novorizontino, e Santos e Ponte Preta começam a ser decididos neste fim de semana no interior do Estado. Já os duelos de volta serão com mando dos grandes, na Arena Corinthians, no Morumbi, no Pacaembu e na Vila Belmiro, respectivamente. Depois, os jogos das semifinais serão conhecidos pela classificação geral, ou seja, o primeiro colocado encara o quarto com direito ao segundo jogo em casa; e o segundo pega o terceiro, também decidindo em seus domínios.

É muito difícil fazer um prognóstico acerca do favorito ao título. O Palmeiras, melhor time da primeira fase, poderia ser apontado como a equipe mais forte. Mas tudo entra no campo teórico. Se resolver colocar um time alternativo, o que eu não acredito, perderá a condição de melhor equipe. O Santos sempre cresce em decisões, além do fato de que é finalista desde 2009. No ‘chute’, acredito nestes dois times nas finais.

Independente que quem for o campeão, já podemos considerar esse Paulistão como um dos melhores dos últimos anos. O número de gols aumentou, assim como a quantidade de público nos estádios, principalmente nos clássicos, onde houve somente a presença da torcida mandante. Sou a favor da torcida mista, mas devo admitir que a torcida única beneficiou – e muito – para a lotação quase que completa das arenas nos clássicos. Esperamos que continuem assim, para o bem do futebol paulista.

Erivan Monteiro é jornalista e cronista esportivo

Início