Karatê

Hernani conquista bronze histórico na Polônia

Piracicabano derrota número um do mundo e medalha nos Jogos Mundiais

Hernani Veríssimo, atleta de karatê da equipe Sport Way
Hernani Veríssimo conquistou o bronze na competição realizada na Polônia (Foto: Líder Esportes)

O piracicabano Hernani Veríssimo conquistou nesta quarta-feira (26), na Polônia, a medalha de bronze nos Jogos Mundiais. O resultado é histórico para a carreira do atleta, que ainda não completou sequer dois anos na categoria adulta, chamada sênior no karatê. Hernani fez cinco lutas na região da Breslávia, com três vitórias e duas derrotas, que renderam a ele a terceira colocação. Agora, o lutador soma 15 títulos, três vice-campeonatos e uma medalha de bronze nos últimos 19 eventos em que participou.

Hernani estreou nos Jogos Mundiais com vitória sobre o egípcio Omar Abdel Rahman, atual vice-campeão do mundo, pelo placar de 2×0. Na segunda luta pela fase de grupos, o piracicabano acabou derrotado pelo iraniano Aliasghar Asiabari, bronze no último Mundial, que venceu o combate por 3×0. A última disputa da etapa classificatória foi um duelo direto pela vaga contra Joli Veremalua, de Fiji. Concentrado, o brasileiro não deu chances ao rival e ganhou o confronto por 3×0, garantindo passagem para a disputa de medalhas.

MATA-MATA

Na semifinal, Hernani chegou a sair na frente, mas perdeu por 4×1 para o experiente ucraniano Stanislav Horuna, o mesmo  adversário que o eliminou na etapa da Holanda da Liga Mundial. A disputa do bronze foi contra o americano Thomas Scott, atual número um do mundo pela última atualização do ranking da WKF (sigla em inglês para Federação Mundial de Karatê). Lutando com cautela, Hernani venceu o favorito pelo placar de 2×0 e garantiu o lugar no pódio.

“Foi uma participação bastante intensa e a medalha de bronze mostra que o Hernani pode brigar pelo topo da categoria. Foi um evento dificílimo, os melhores estão aqui e ele conseguiu um excelente resultado”, disse o técnico Diego Spigolon, da equipe Sport Way/Selam/JF Comercial/Onodera/Apreciate/Vertra/Sorvetes Noblita e da seleção brasileira. “Eu estou feliz pra caramba. Graças a Deus, o trabalho deu certo, fiquei muito feliz, mas ainda sinto o gostinho de ‘quero mais’. No próximo, vou em busca do ouro. Foi a primeira vez que enfrentei atletas dos quais sou fã e ver os caras me respeitando, foi show de bola”, afirmou Hernani.

Hernani Veríssimo, atleta de karatê da equipe Sport Way

Hernani ao lado de Diego Spigolon: trabalho deu resultado nos Jogos Mundiais (Foto: Líder Esportes)

Início