Judô

Heisei completa ciclo e consolida filosofia

Para treinador, mais do que conquistas, missão é mostrar lado humano

Academia Heisei de Judô - Piracicaba
Em 2016, a academia Heisei realizou atividades voltadas para a educação (Foto: Mauricio Bento/Líder Esportes)

“O judô não é apenas competição, temos que trabalhar valores, agregar as pessoas”. A frase do técnico Beninho Mattos dá o tom de como foi a temporada 2016 para a Heisei/Atmosphera: além das conquistas, a academia completou mais um ciclo adotando a educação como filosofia de trabalho. O ano, entretanto, começou com duas notícias antagônicas: em abril, Marcelo Denardi foi tetracampeão da Copa São Paulo no mesmo mês em que o colega de equipe, Rene Mattos, sofreu um acidente de moto e viu o planejamento ir por água abaixo após grave lesão no braço esquerdo.

Em agosto, Denardi faturou a prata no Open São Bernardo Brasil de Judô, categoria meio-pesado M4

Denardi fez outra temporada recheada de títulos. O judoca garantiu em maio a terceira colocação no Campeonato Paulista de Veteranos, disputado em Mauá. Aos 47 anos, Denardi também conquistou o lugar mais alto do pódio no 2° Torneio Aberto de Capão Bonito – a medalha de ouro veio após três combates contra adversários de faixa etária entre 17 e 25 anos. Em agosto, Denardi faturou a prata no Open São Bernardo Brasil de Judô, categoria meio-pesado M4. Um mês depois, o judoca conseguiu o ouro no Open São Paulo de Veteranos e Kata.

As conquistas da Heisei/Atmosphera em 2016 não se restringiram a Denardi. O judoca Carlos Magnusson alcançou o título do Campeonato Regional, disputado em Vargem Grande do Sul, na categoria adulto pesado (+100 kg). No mesmo evento, José Hyczy foi o terceiro colocado. Além deles, o judoca piracicabano Giordano Martinelli faturou o ouro nos Jogos Regionais, que completaram 60 edições na cidade de Americana. Sem espaço em Piracicaba, Giordano representou a cidade de Campinas. “O nível foi muito alto, com equipes competitivas”, disse o piracicabano.

FILOSOFIA

Como o técnico Beninho Mattos faz questão de destacar sempre que é perguntado sobre o trabalho liderado por ele, a Heisei/Atmosphera não teve uma temporada limitada aos torneios. A academia realizou aulas especiais em datas como Dia das Mães e Dia dos Pais, além de promover gincanas e participar de atividades de demonstração como a 4ª Festa Oriental Japão na Praça, organizada pelo Clube Cultural e Recreativo Nipo Brasileiro de Piracicaba. “O objetivo é mostrar o outro lado do esporte, mais humano, envolvendo a família junto”, afirmou Beninho.

Para o treinador, o ano teve ainda outra marca especial: Beninho foi homenageado pela Câmara de Vereadores de Piracicaba pelos quase 40 anos de contribuição para o desenvolvimento do esporte local. Judoca há 50 anos, Mattos recebeu Moção de Aplausos pelo trabalho realizado na cidade. “Eu fiquei super emocionado, já fui homenageado em outras cidades, pelo trabalho feito em Cerquilho, fui homenageado pela FPJ (Federação Paulista de Judô), mas ser reconhecido pelo trabalho que executo em minha cidade, é a primeira vez e estou muito agradecido”, completou.

Início