Corpo & Mente

Força de vontade não é o problema

Força de vontade não é o problema - Coluna Cassiano de Santis

A força de vontade – ou motivação – parece essencial à saúde e ao desenvolvimento físico. Ao menos, é o que sugere o discurso de vários atletas e modelos fitness, além de frases motivacionais como “foco, força e fé” e o clássico “no pain, no gain“. Porém, esse elemento tão importante parece estar em falta: 90% das pessoas que começam uma dieta para emagrecer continuam com o mesmo peso – ou mesmo engordam! – após 12 meses, e 60% das matrículas em academias são canceladas em até 45 dias. Se falta de motivação fosse uma doença, estaríamos diante de uma epidemia.

Se falta tempo, como administrá-lo melhor? E como lidar melhor com a ansiedade?

Mas não é doença e não há epidemia. Desde a Antiguidade, a força de vontade é a caixa-preta das desistências, evocada quando alguém não consegue atingir seus objetivos apesar de ter os recursos técnicos necessários. A dieta foi bem elaborada, o treino foi bem prescrito, mas faltou motivação. Em geral, a explicação de por que um plano foi interrompido para neste momento, que deveria ser o ponto de partida para o diagnóstico.

Quando o sedentarismo e a obesidade tornam-se graves problemas de saúde, precisamos examinar com cuidado a caixa-preta e descobrir o que há por trás da falta de força de vontade. A situação atual é preocupante para academias e nutricionistas, que perdem clientes com frequência, e ainda mais para as pessoas que não conseguem alcançar a saúde e o bem-estar que procuram – e, muitas vezes, não sabem o que fazer a respeito.

Como é de se esperar, descobriremos que cada caixa-preta conta uma história diferente, embora algumas se repitam. Dentro delas, há muita falta de tempo, cansaço, vergonha do próprio corpo ou de ser visto praticando exercícios, ansiedade e a sensação de que os resultados não serão atingidos. Os motivos são muitos. O impressionante é que seria quase impossível colocar todos numa lista, mas é incrivelmente fácil esconder todos eles atrás da força de vontade.

DESAFIO

Em muitos momentos o sentimento será exatamente esse: falta de motivação, de força de vontade ou apenas de vontade. O que se deve saber é que esse sentimento nunca é a causa de não querer treinar ou alimentar-se bem – é sempre a consequência de outra situação. O desafio é descobrir qual é ela para resolvê-la. Se falta tempo, como podemos administrá-lo melhor? E como lidar melhor com a ansiedade ou a vergonha? Nem sempre essas perguntas terão respostas simples (a ansiedade é um grande desafio para muitas pessoas), mas elas colocarão nos trilhos a solução das reais dificuldades. A partir daí, o caminho ficará mais fácil.

Cassiano de Santis é psicólogo com formação em Terapia por Contingências de Reforçamento

Início