Kickboxing

Favorita, Piracicaba finaliza ajustes para Abertos

Gustavo Piacentini tenta ampliar recorde; Jhonatan Teodoro mostra confiança

Wilson Teodoro, treinador da Company Top Fight
O treinador Wilson Teodoro confia na capacidade de superação da equipe piracicabana (Foto: Líder Esportes)

O kickboxing de Piracicaba embarca na próxima terça-feira (21) rumo ao Grande ABC para a disputa da 81ª edição dos Jogos Abertos do Interior, que será realizada de 15 a 26 de novembro em cinco cidades da região: Mauá, Ribeirão Pires, Santo André, São Bernardo do Campo e São Caetano do Sul. Atual campeão masculino e vice feminino da modalidade, o grupo comandado pelo técnico Wilson Teodoro volta ao ringue com o status de favorito, mesmo após enfrentar dificuldades ao longo da temporada.

“Em 2017, pela mudança de regulamento, serão muitas lutas. Nós estamos trabalhando a nossa estratégia com mais resistência do que velocidade, além de treinos técnicos. Apesar das dificuldades, vamos defender Piracicaba com grande orgulho. Em um ano atípico como foi 2017, não deixamos de carregar a bandeira da cidade em momento algum e trouxemos títulos expressivos para cá”, afirmou o treinador da equipe Company Top Fight.

Recordista de títulos da competição, Gustavo Piacentini irá tentar a sétima medalha de ouro na categoria low kicks 63,5 kg. A chance do hepta serve de estímulo para o atleta. “A motivação é sempre a mesma. Claro que é um ano atípico para o esporte local, mas sempre honrei os compromissos que eu assumo. Vou fazer o que está ao meu alcance para defender Piracicaba, independente da situação”, afirmou. Em 2017, entrou em vigor o marco regulatório do terceiro setor (Lei Federal 13.019/2014), que prevê a celebração de chamamento público. A mudança afetou as associações esportivas locais, que deixaram de receber ‘convênio’ via Selam (Secretaria de Esportes, Lazer e Atividades Motoras).

Gustavo Piacentini, lutador de kickboxing

Gustavo Piacentini pode aumentar o recorde de títulos na competição (Foto: Leonardo Moniz/Líder Esportes)

Em relação ao favoritismo, Piacentini se mostra tranquilo. “É algo natural, que eu sei lidar. Os adversários estudam melhor o meu jogo, mas a experiência conta muito neste momento e eu sou o atleta mais experiente da categoria, os números mostram isso. Vou buscar surpreender os rivais”, disse o atleta, detentor do cinturão profissional brasileiro e satisfeito com o próprio rendimento no ano. “A avaliação é boa. Foi uma temporada com poucas competições, mas venci os principais eventos que disputei”, completou.

Jhonatan não tem a experiência de Piacentini, mas chegará ao ABC respeitado pelo retrospecto recente. Promessa de Piracicaba, ele disputa a categoria low kicks 67 kg. “Estou bem fisicamente e com a cabeça no lugar. Vou dar trabalho para os adversários, pois sinto que estou bastante preparado”, disse o lutador, que em 2017 já disputou (e venceu) os Jogos Abertos do Paraná representando Carambeí. “Eu me sinto confiante e favorito, algo que entendo como necessário. Se você duvidar de sua capacidade, sai de casa quase derrotado. Acho importante estar focado, com o pensamento positivo, de querer vencer. Isso dá uma energia muito boa quando você sobe ao ringue”, finalizou Jhonatan.

Jhonatan Teodoro, lutador de kickboxing

Jhonatan Teodoro está confiante em conquistar o título: ‘Vou dar trabalho’ (Foto: Líder Esportes)

Início