Corpo & Mente

Faça o melhor que você puder. E só.

Coluna Cassiano de Santis

“O time jogou bem, fez o que havíamos treinado, mas acabou derrotado. Temos que erguer a cabeça e seguir em frente”. Frases como esta são comuns em coletivas de imprensa após derrotas dolorosas em partidas de futebol. O torcedor apaixonado as ouve como uma desculpa bastante desgastada; porém, os treinadores mais vitoriosos do Brasil e do mundo já se valeram deste discurso. Justamente por isso, há nestas palavras uma lição importante. Todo treino busca resultados. Grandes equipes treinam para vencer adversários e conquistar títulos. Nas academias e áreas de lazer, milhares de pessoas treinam para melhorar o condicionamento físico, ganhar massa magra e perder peso. Treinos têm objetivos.

Resultados são importantíssimos: são eles que motivam os treinos

O que os técnicos de elite sabem – e dizem em entrevistas – é que entre o treino e o resultado há uma passagem obrigatória: o desempenho. Embora todos busquem resultados, não é possível treinar um resultado. Uma equipe pode treinar um sistema de marcação, jogadas ofensivas, posicionamento tático. A vitória depende também da qualidade e da estratégia do adversário, da atuação da equipe de arbitragem e de inúmeros outros fatores que não estão sob controle dos jogadores ou comissão técnica.

A relação é direta com as academias e o fitness. Quem inicia um treino em busca de resultados tirará muito mais proveito ao concentrar-se naquilo que está sob seu controle – o desempenho – do que naquilo que não está – peso e medidas, por exemplo. Esta simples mudança de mentalidade está associada a melhores conquistas a longo prazo, por facilitar a tomada de decisões mais bem orientadas.

Alguém que deseje perder peso alcançará seu objetivo se desempenhar um conjunto de ações por tempo suficiente para alterar a composição corporal – atividade física orientada, reeducação alimentar, sono de boa qualidade. Dedicando-se, então, ao desempenho, a perda de peso será uma consequência; por outro lado, a ênfase no resultado (o marcador da balança) aumenta as chances de se adotar dietas excessivamente restritivas, atividades físicas inadequadas e outras medidas que criam, a médio prazo, condições metabólicas e psicológicas prejudiciais ao emagrecimento e à saúde global.

Resultados são importantíssimos: são eles que motivam os treinos. É importante perder peso, ganhar massa, melhorar o condicionamento físico, a saúde e a aparência, vencer partidas e torneios. Mas não se deve perder de vista que toda conquista é consequência de um bom trabalho – e a sequência do campeonato mostra que o bom trabalho não é abalado por pequenas derrotas.

Cassiano de Santis é psicólogo com formação em Terapia por Contingências de Reforçamento

Início