Taekwondo

Exame reúne 50 graduandos de todas as idades

Atividade ocorreu neste sábado no Centro de Alto Rendimento Dojan Nippon

Exame de Faixa - Taekwondo - Dojan Nippon
A professora Leidiane Aguilar: a cada exame, alunos têm que apresentar melhoras (Foto: Arquivo/Dojan Nippon)

O Centro de Alto Rendimento Dojan Nippon recebeu neste sábado (3) o último exame para troca de faixas de taekwondo em 2016. A atividade acontece quatro vezes ao ano, mas é limitada a dois testes anuais por associado – quanto maior a graduação, mais tempo é necessário para a mudança de faixa. O exame deste fim de semana contou com a participação de mais de 50 pessoas, desde a categoria infantil ao adulto, entre eles três praticantes envolvidos com o projeto Em Busca de Campeões: Luís e Vitória, destaques no Festival de Taekwondo, em setembro; e o auxiliar do projeto, João da Silva, que busca a graduação para a faixa vermelha, dois níveis abaixo da preta.

No exame, os professores avaliam mais do que os aspectos técnicos. “As crianças e adolescentes recebem uma ficha, a qual os pais e os professores na escola têm que responder. São algumas algumas questões relacionadas ao comportamento e aos hábitos: se eles comem verduras, se fizeram a lição de casa, se respeitam os pais e avós, se ficam muito tempo na televisão e no computador… Essas perguntas variam e são diferentes de acordo com a idade do graduando”, explicou a treinadora Leidiane Aguilar.

De acordo com a técnica, a cada faixa, o associado escolhe um aspecto da vida para melhorar. “Pode ser em casa, na escola, enfim, alguma coisa que durante o período daquela faixa, a pessoa possa evoluir. Com isso, além de técnicas novas, eles vão evoluindo em outros campos”, contou a treinadora. No que diz respeito às técnicas, cada faixa tem um ‘currículo’ próprio de chutes e bases. “Para fazer o exame, o associado é indicado pelo treinador, que pré-avalia as técnicas”, completou Leidiane Aguilar.

Início