Corpo & Mente

Erros comuns na musculação

Coluna - Evandro Delamuta

O número de praticantes de exercícios físicos, seja pela saúde ou pela estética, cresce a cada dia. As pessoas estão mais conscientes sobre a importância da atividade física na manutenção da saúde e prevenção de doenças crônicas. Mas, independente de objetivos e necessidades, seja aluno iniciante ou avançado, podemos observar alguns erros comuns na musculação. Se você está iniciando um programa de treinamento em uma academia e nunca praticou musculação, aí vão algumas dicas e orientações importantes.

Nas 12 primeiras semanas, o aumento da força acontece devido às adaptações neurais. Já as adaptações musculares ocorrem em menor grau neste período. Então, muita paciência, você só perceberá mudanças no corpo depois de 30 a 45 dias, mas as adaptações crônicas e o melhor resultado ocorrem a longo prazo.

Você deve trocar o treino no mínimo com quatro e no máximo com oito semanas. Depois disso, os resultados são menores

Não exagere nas cargas e no volume do treino. Lembre-se que as adaptações que estão ocorrendo são neurais, por isso, dedique o tempo em aprender a execução correta de cada exercício. Além do mais, se você exagerar, a dor tardia ocorrerá em magnitudes maiores, impossibilitando você de treinar e inclusive praticar atividades diárias – isso pode desmotivar já na primeira semana.

Quantos anos você levou para adquirir aquela ‘barriguinha’? Então, vá com calma, não faça dietas malucas, procure o nutricionista e não queira fazer tudo nos primeiros dias. Você não vai demorar anos para perder a ‘barriguinha’, mas também não é na primeira semana que vai perdê-la. Outro erro comum é permanecer com o mesmo treino durante muito tempo: você deverá trocar o treino no mínimo com quatro e no máximo com oito semanas. Após este período, o organismo estará mais adaptado e os resultados serão menores.

Evandro Delamuta é personal trainer

Início