Karatê

Equipe volta a treinar; Hernani mira seletiva

Atleta disputa a seletiva nacional e briga por uma vaga na seleção adulta

Hernani Veríssimo, atleta de karatê da equipe Sport Way
Hernani Veríssimo em treino na Sport Way: favoritismo na seletiva (Foto: Líder Esportes)

Tricampeã dos Jogos Abertos do Interior em 2015, a equipe piracicabana de karatê está de volta aos treinos. Com a atual campeã dos Jogos Pan-Americanos, Natalia Brozulatto, dosando o ritmo em função da gravidez, o técnico Diego Spigolon trabalha com mais oito atletas no início da temporada: Fabiano Pardo (categoria adulto, +84 kg), Gabriel Souza (sub-21, faixa verde, -75 kg), Guilherme Gonçalves (cadete, +70 kg), Francielle Lima (sub-21, -55 kg), Frederico Lima (júnior, -55 kg), Maria Eliza (sub-21 ,-55 kg), Vitor Boralli (kata) e Hernani Veríssimo (sênior, -75 kg).

O Brasil tem dois titulares por categoria, mas só uma vaga está em jogo na seletiva

Mais experiente do grupo, Hernani tem compromisso decisivo já em março: o atleta disputa a seletiva nacional e briga por uma vaga na seleção brasileira adulta. O evento acontece entre os dias 12 e 13 de março em Aracaju (SE). Em fase de preparação, o lutador embarcou quarta-feira (13) para Londrina, onde permanece até domingo (17). No Paraná, ele participa de treinamentos com o técnico Marcelo Oguido ao lado dos atletas Arthur Menezes e Vinícius Figueira (medalha bronze no Mundial de 2014).

“Acredito que o intercâmbio será importante para mim. Conheço os atletas de lá e espero aproveitar a oportunidade para criar estratégias diferentes”, disse Hernani, confiante na vaga para a seleção brasileira. “Não será nada fácil, mas acho que tenho muitas possibilidades de vencer a seletiva”, completou o lutador da equipe Selam/Sport Way/Sindicato dos Metalúrgicos/Açaí Mil & Ross/JF Comercial/Onodera Piracicaba/Galileo Grill Restaurante/Tatu Suplementos.

O técnico Diego Spigolon deu aval ao intercâmbio de Hernani. Segundo ele, a viagem pode ser bastante favorável para o atleta. “Ele vai treinar com pessoas diferentes de bom nível técnico, o que é mais importante. Em Londrina, o Hernani pode encontrar uma visão diferente e isso é bastante válido. Não tem mágica: os golpes são os mesmos, mas os detalhes mudam” afirmou Spigolon.

REGULAMENTO

A seletiva nacional será dividia em duas etapas: a primeira é aberta – qualquer atleta pode se inscrever. A segunda e decisiva reúne cinco competidores por categoria: o atual campeão brasileiro, o segundo e o terceiro colocados no ranking nacional, e os dois finalistas da primeira etapa da seletiva. A seleção brasileira tem dois titulares por categoria, mas apenas uma vaga está em jogo na seletiva – a outra pertence ao líder do ranking nacional no ano passado. Na categoria de Hernani, Milton Menezes já está classificado.

Início