Muay Thai

Equipe piracicabana faz processo de renovação

Treinador diz que objetivo é lançar novos lutadores em eventos amadores

Academia Chock Dee
As 'caras novas' são destaques na equipe piracicabana Chock Dee (Foto: Leonardo Moniz/Líder Esportes)

A palavra de ordem na equipe piracicabana Chock Dee é renovação. O grupo, formado por jovens promessas e pelo retorno de atletas com bagagem nas artes marciais, é liderado pelo técnico Jampa Leibholz, que projeta 2018 como um ano para lançar e testar lutadores. A ideia do treinador é promover a participação de nomes como Marcos Prestes, Matteo Rolin, Murilo Toledo, Patrícia Eduardo, Wescley Gomes e Yuri Ferreira em competições amadoras de muay thai.

“O planejamento é esse, levando em conta que é a modalidade que fornecemos e que eles vieram procurar. Os treinamentos são diários e, em média, cada um deles treina três vezes por semana. Hoje, é preciso trabalhar mais o aspecto psicológico. Pela idade e a capacidade que eles têm, o que pesa é realmente o fator psicológico deles e a falta de experiência, mas isso será adquirido apenas com o tempo e lutando”, afirmou o treinador da Chock Dee, que também participa de competições no boxe chinês e kickboxing.

Perguntado sobre a fórmula utilizada para preparar o aspecto emocional dos atletas, Jampa diz que a receita é chegando ao limite nos treinos, tirando o grupo da zona de conforto. “Temos que fazer o trabalho ‘chato’, repetitivo e exaustivo. Mas, o que dá resultado é isso: a repetição. Nem todos têm coragem de lutar um campeonato, subir lá e dar o máximo. Coragem, esses meninos têm. O que eles precisam é treinar e se dedicar muito, como qualquer atleta”, ponderou. A Chock Dee tem apoio da Gato Preto Cross-Fit.

Patrícia e Wescley são os dois representantes da equipe com relativa experiência em lutas, enquanto os demais preparam-se para estreia. Jampa, porém, tira o peso dos ombros de seus pupilos. “O objetivo principal é a realização e a felicidade deles. Eu só posso cobrar o que faço, o exemplo precisa ser a cobrança”, comentou. “Não adianta ser campeão na luta e não somar nada em casa, para a família. Eles precisam ser pessoas melhores, independente dos resultados do ringue”, completou o técnico, cujo trabalho recebe o auxílio da Company Top Fight.

SERVIÇO

A academia Chock Dee está localizada à rua 13 de maio, 474, Centro. Mais informações pelo telefone (19) 3042.8099 ou pelo site www.academiachockdee.com.br.

Início