Kickboxing

Equipe é homenageada com Moção de Aplausos

Company Top Fight, de Piracicaba, soma dois títulos nacionais nesta temporada

Jhonatan Teodoro, Wilson Teodoro e Laercio Trevisan Júnior, em homenagem da Câmara de Vereadores ao kickboxing
Jhonatan Teodoro, Wilson Teodoro e Laercio Trevisan Júnior: homenagem ao kickboxing (Foto: Líder Esportes)

Campeã brasileira e da Copa do Brasil em 2017, a equipe piracicabana Company Top Fight recebeu na manhã desta quarta-feira (27) uma Moção de Aplausos pelo trabalho realizado à frente do kickboxing em Piracicaba. A homenagem, proposta pelo vereador Laercio Trevisan Júnior (PR), foi recebida pelo técnico Wilson Teodoro e atletas da equipe, caso de Jhonatan Teodoro, que na última semana sagrou-se campeão dos Jogos Abertos do Paraná, defendendo a cidade de Carambeí.

“Para nós, a homenagem é uma valorização do nosso trabalho. Somos tetracampeões brasileiros defendendo o Estado de São Paulo. Hoje, nossa equipe é bastante competitiva, conta com 93 atletas. Esse tipo de reconhecimento nos motiva, faz com que a gente consiga trazer alguns eventos importantes para Piracicaba, como WGP (circuito profissional). Em 2018, vamos conversar com a prefeitura na tentativa de trazer mais alguma competição para cá”, disse o treinador.

Segundo Wilson Teodoro, o objetivo é que Piracicaba seja sede para alguma competição internacional na próxima temporada. “Nosso sonho é realizar em Piracicaba um campeonato internacional, pensamos bastante nisso e foi uma promessa que o Johnny (Godoy, ex-secretário de Esportes) fez lá atrás. Ele sempre falou em modernizar o ginásio de esportes (Waldemar Blatkauskas) para trazer um evento de porte internacional. Quem sabe não trazemos o Sul-Americano ou Pan para Piracicaba”, afirmou.

REFERÊNCIA

O kickboxing local é reconhecido internacionalmente no meio do esporte. De acordo com o técnico, a qualidade do treino tem atraído atletas estrangeiros para a cidade. “Temos vários lutadores de fora do país que treinam conosco, como Felipe Artillero (chileno) ou Emanuel Ramponi (argentino), que vieram para cá e fazem estágio. Assim, acabamos nos tornando referência na América Latina. Isso reflete no circuito profissional e no circuito amador”, disse Wilson Teodoro.

Perguntado sobre o peso que tem para a equipe a presença de atletas com currículo respeitado no kickboxing, o treinador classificou como ‘fundamental’. “Faz diferença (contar com bons lutadores). A gente desenvolve bem o esporte com o trabalho junto da CBKB (Confederação Brasileira de Kickboxing), que sempre traz técnicos de países de ponta, como Eslovênia, Rússia e Sérvia. Isso faz com que a gente assimile melhor os conceitos, fortalecendo as raízes do kickboxing e crescendo no que diz respeito à qualidade”, finalizou.

Início