Automobilismo

Endurance tem vitórias improváveis na 1ª etapa

Torneio começa eletrizante e com troca de liderança no ECPA, em Piracicaba

*Capa: Arquivo/Adilson Zavarize

A prova que abriu a temporada 2018 da Copa ECPA de Endurance teve vitória de equipe piracicabana entre os carros de turismo e triunfo de Araraquara entre os protótipos tubulares. A corrida de três horas de duração foi disputada no último sábado (3), no autódromo do Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo. Nas duas categorias, os vitoriosos foram definidos nos detalhes. Na tubular, a dupla formada por Roberto e Douglas Correa liderava a prova com duas voltas de vantagem sobre os concorrentes, mas a quebra do acelerador quando faltavam dez minutos para o fim deixou o triunfo no ‘colo’ dos pilotos Athus Biruel e Breno Borges.

A mesma situação aconteceu na categoria turismo. A ‘vítima’ foi o trio formado por Rodrigo Pallace, Junior Pallace e Jefferson Padovani, que liderava a corrida com folga nos instantes finais, mas acabou traído por um erro de cálculo no tanque de combustível. “Largamos em terceiro, mas tínhamos um carro bem acertado, tanto que assumimos a ponta na parte final da prova. Mas, falhamos na estratégia e tivemos que parar para reabastecer no final. Ainda conseguimos voltar para assegurar o segundo lugar”, lamentou Junior Pallace.

A vitória ficou com a dupla formada por João Paulo e Danilo Magossi, dupla da equipe Juka Motors. “Prova longa é assim mesmo. Largamos na pole, mas manter a liderança é difícil. Tem que ter estratégia e soubemos tirar proveito de nossa experiência nesse tipo de prova para vencer”, afirmou Juka Gandelim, chefe da equipe. O endurance é uma modalidade que combina provas de média e longa duração. O grid é composto por veículos protótipos e de turismo, que correm no mesmo grid e disputam a mesma corrida, porém, a pontuação é computada separadamente.

Início