Voleibol

Elenco masculino inicia trabalho neste domingo

Time sub-19 e sub-21 vai disputar a fase regional dos Jogos da Juventude

Chico dos Santos, técnico da equipe masculina de voleibol da Apiv
Campeão olímpico, Chico dos Santos inicia trabalho com time piracicabano (Foto: CBV/Divulgação)

Com dez atletas confirmados, o elenco masculino sub-19 e sub-21 da Apiv/Unimep/Selam (Associação Piracicabana de Voleibol) se apresenta neste domingo (30), em Piracicaba, para iniciar a preparação visando os Jogos Abertos da Juventude, cuja fase regional será disputada na cidade de Americana. O primeiro jogo é exatamente contra os anfitriões, na próxima quarta-feira (3). O grupo será comandado pelo técnico Chico Santos, braço direito de Bernardinho nas conquistas de oito Ligas Mundiais, três Campeonatos do Mundo e o histórico ouro olímpico de 2004, em Atenas, pela seleção brasileira masculina.

Após se apresentar ao clube, os jogadores treinam segunda-feira (1º) no Ginásio Municipal Waldemar Blatkauskas. “O planejamento, devido a questões administrativas, não passa agora pela cobrança de resultados, mas sim pelo início de um projeto novo, pois são atletas jovens. Isso vai servir de preparação para os Jogos Regionais, é importante representar bem Piracicaba. Não vamos focar em classificação ou não, mas é claro que vamos fazer o nosso melhor sem perder de vista o objetivo principal, que é chegar forte nos Jogos Regionais e Jogos Abertos do Interior”, disse o treinador.

TRABALHO

De acordo com Chico Santos, houve pouco tempo para analisar a capacidade do elenco. No primeiro momento, a tarefa da comissão técnica será dar ritmo e velocidade ao plantel. “Nós vimos pouco os atletas, fizemos um teste para avaliar as características de cada um. Hoje, o voleibol nesta categoria ainda é lento. A diferença do alto nível para essa categoria é a velocidade do jogo. Nossa missão é implementar isso no grupo, acelerar o jogo, principalmente as bolas de extremidade e a ‘pipe’. O nosso trabalho básico será esse”, afirmou.

O campeão olímpico ressaltou, porém, que será necessário paciência para atingir o grau de evolução esperado. “É claro que o trabalho é gradativo, não existe mágica para implementar nada da noite para o dia. Nós temos que pensar em evolução somente depois do Campeonato Paulista, são necessários no mínimo cinco meses para chegar aonde queremos. Nos Jogos Abertos da Juventude, nós vamos usar as partidas para a preparação do grupo, logicamente tentando colher resultados”, completou Chico Santos.

Início