Muay Thai

Dupla piracicabana estreia na 2ª edição do In Fight

Jonathas e Victoria vivem expectativa de fazer a primeira luta oficial da carreira

Jonathas de Souza Moreira e Victoria Aparecida Moraes, atletas da equipe Inside Régis de muay thai
Jonathas de Souza Moreira e Victoria Aparecida Moraes: expectativa para a estreia (Foto: Líder Esportes)

O 2º In Fight, torneio de muay thai que será disputado no dia 10 de julho na Casa do Hip Hop, em Piracicaba, terá a participação de dois atletas locais estreantes em competições. A dupla piracicabana integra a equipe Inside Régis: Jonathas de Souza Moreira, de 20 anos, participa da categoria peso médio (55 kg), enquanto Victoria Aparecida Moraes, 15, disputa a categoria 70 a 75 kg. Jonathas pratica a modalidade há quase um ano e treina com Luis Reginaldo Pezzato, o Régis, há quatro meses. Por outro lado, Victoria treina com Régis, com quem começu no esporte, há um ano e dois meses.

Jonathas abriu mão da dança para cumprir o sonho de se tornar lutador profissional

Ambos admitem a ansiedade para começar a lutar. “É bem diferente, estou ansiosa e vou lutar com um público grande, estou ansiosa sim, principalmente porque minha família estará assistindo”, analisou. Moreira também não esconde a expectativa pela estreia. “A vontade de lutar é grande, também estou muito ansioso pelo fato de a minha família estar lá”, disse o lutador, que era dançarino e conheceu o muay thai por meio de um projeto social realizado na Casa do Hip Hop.

O atleta contou que ainda convive com certa ‘resistência’ pela decisão tomada de começar a lutar. “A minha mãe fica pegando bem no pé, fala que eu sou doido quer saber a razão de eu querer ficar apanhando dentro do ringue (risos), mas ela também incentiva bastante”, comentou. Moreira explicou como foi a transição da dança para a luta. “É uma visão bem diferente que existe entre dançarinos e lutadores, mas eu peguei o gosto pelo muay thai e estou aqui preparado. Pretendo fazer carreira e me tornar lutador profissional. A dança me ajudou muito na questão do fôlego e no desempenho também”.

Victoria desde pequena diz se inspirar em Ronda Rousey, ex-campeã e principal nome feminino do UFC, a maior competição de lutas do mundo. A piracicabana revelou que a família também ‘pega no pé’. “Meu pai falava que isso (luta) era para menino, que estava ficando louca de vez. Ele me apoia agora, incentiva, fala que vou conseguir, mas não vai me assistir pois tem medo de me ver levando algum golpe. Por ser a primeira competição que vou disputar, existe esse receio deles”, afirmou Victoria.

Apesar de ser estreante, ela demonstra confiança no triunfo. “Eu vi alguns vídeos da minha adversária, acho que tenho mais experiência do que ela em questão de treinamento. Acho que dá para ganhar se eu colocar em prática tudo o que tenho treinado”, completou a atleta. Jonathas, entretanto, não conhece o oponente que irá enfrentar no dia 10 de julho. “Não conheço o meu adversário, não sei quem é. Vai ser um ‘tiro no escuro’ (risos)”, finalizou o lutador.

Início